USO DE AERONAVE REMOTAMENTE PILOTADA (ARP) NO ESTUDO DA GEOMORFOMETRIA DE SANGRADOUROS: ESTUDO DE CASO DO BALNEÁRIO CASSINO, RS

  • Miguel da Guia Albuquerque Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Julia Carballo Dominguez de Almeida Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Deivid Cristian Leal Alves Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Jean Marcel de Almeida Espinoza Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a aplicação das geotecnologias na construção de Modelos Digitais de Superfície (MDS) para dois sangradouros localizados na praia do Cassino, município do Rio Grande, RS. O emprego das geotecnologias, como a aeronave remotamente pilotada (ARP) e o receptor GNSS-RTK, resultou na construção de seis MDS, dois para cada dia de voo, dos canais com resolução espacial entre 5,05 cm e 5,26 cm. Ressaltamos que o uso das técnicas de geoprocessamento e a aplicação da ARP são de grande valor no aprimoramento de estudos sobre as zonas costeiras e os sangradouros do Balneário Cassino.


Palavras-chave: geotecnologias, geomorfologia costeira, sangradouros, drone.

Publicado
2021-01-19