“AS NOVAS FORMAS DE CONTROLE” CONSOLIDAÇÃO DO PENSAMENTO UNIDIMENSIONAL NA SOCIEDADE DO CAPITALISMO AVANÇADO CONFORME HERBERT MARCUSE

Palavras-chave: Razão, Liberdade, Sociedade tecnológica, Pensamento unidimensional

Resumo

Razão e liberdade são tidas como os princípios fundadores da sociedade industrial e tecnológica do capitalismo avançado. Para garantir a validação de seu discurso, a tecnologia dispõe de sofisticadas formas de controle, que atuam na consolidação da unidimensionalidade como elemento garantidor da coesão social e da manutenção do status quo. Para isso, o “ordenamento tecnológico” recebe o apoio de uma “coordenação política e intelectual”, que garantem a eficiência processual e a eficácia teleológica das diversas formas de controle da civilização industrial avançada. Este artigo tem como objetivo compreender e expor como para Marcuse, a sociedade do capitalismo afluente, com suas novas formas de controle, protagoniza a formação e consolidação da cultura da unidimensionalidade. Para tanto, a partir do método dialético do filósofo frankfurtiano, debateremos temas como, a contenção do pensamento crítico, condicionamento das necessidades humanas e a racionalidade tecnológica. No intercurso de nossa exposição mostraremos que por trás do discurso da liberdade, a nova sociedade industrial tecnológica, impõe suas formas específicas de controle sobre os indivíduos tendo como resultado a formação de um sistema social unidimensional, onde não há lugar para o pensamento crítico, tido como supérfluo. Pois, não só ameaça a atual compreensão de progresso tecnológico da sociedade unidimensional, como também é capaz de inverter a ordem do discurso estabelecido e desmontar toda e qualquer convivência social do atual status quo.

Referências

BASTOS, Rogério Lustosa. Marcuse e o homem unidimensional: pensamento único atravessando o Estado e as instituições. In: Revista Katál, Florianópolis, v. 17, n. 1, jan./jun., 2014, p. 111-119. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/rk/v17n1/a12v17n1.pdf>. Acesso em 20 Out. 2021.

MARCUSE, Herbert. O Homem Unidimensional: estudos da ideologia da sociedade industrial avançada.Tradução Robespierre de Oliveira, Deborah Cristina Antunes, Rafael Codeiro Silva. São Paulo: EDIPRO, 2015.

__________ Razão e Revolução: Hegel e o advento da teoria social. Tradução Marília Barroso. 5. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

__________ Tecnologia, Guerra e Fascismo. Tradução de Maria Cristina Vidal Borba. São Paulo: UNESP, 1999.

__________ Eros e Civilização: uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Tradução de Àlvaro Cabral. 6 ed. Rio de Janeiro: ZAHAR, 1975. Disponível em: < https://monoskop.org/images/b/b6/Marcuse_Herbert_Eros_e_civilizacao_6a_ed.pdf> Acesso em 22 Out. 2021.

__________ Prefácio de Fevereiro de 1967 À edição francesa de “O Homem Unidimensional”. In: Revista Dialectus, Fortaleza, a. 8, n. 14, jan/jul. 2019, p. 295-309. Disponível em:. Acesso em 13 Nov. 2021.

MARX, KARL. Manuscritos econômico-filosóficos. Tradução Jesus Raniere. São Paulo: Boitempo, 2004.
Publicado
2022-08-20
Seção
Artigos Fluxo Contínuo