INSTRUMENTAÇÃO NO MOTOGERADOR

  • Tiago Teles Fernandes
  • Pedro Henrique Santiago Diniz
  • Lucas Albuquerque Ribeiro de Sa Costa
  • Lucas Ribeiro da Costa
  • Camila Paulino Ferreira da Silva
  • William Magalhaes Barcellos

Resumo

Para realizar pesquisas em motogeradores é necessário a utilização de instrumentos para monitorar as condições de funcionamento, em que esses instrumentos tem por finalidade de suprir dados. Assim, tais dados são úteis para estudos de eficiência e para manter a segurança do laboratório e dos seus operadores. Um dos instrumentos utilizados é o termopar, sendo este um sensor de temperatura muito útil para fornecer informações sobre a forma como a reação está ocorrendo na câmara de combustão. Sua instalação é feita no duto de exaustão, estando o mais próximo possível do motor, afim de haver uma menor perda térmica durante o trajeto e assim fornecer a medida mais próxima da real. Há diversos modelos no mercado e o escolhido para nossa aplicação foi o “tipo K” por ser de fácil acesso, baixo custo e com as especificações adequadas. Outro equipamento necessário é o anemômetro de fio quente, seu objetivo é medir a velocidade do ar que entra no motor. Usando essa informação, temos um controle da quantidade de ar admitido, conhecendo assim as proporções de reagentes na combustão. É importante a presença de um instrumento capaz de analisar os gases de exaustão vindos da combustão, com o objetivo verificar a presença e concentração de CO, CO2 NOx e HC. Com essas informações podemos verificar em quais parâmetros de funcionamento há melhor poluição atmosférica e buscar aprimorar o funcionamento. A pressão na câmara de combustão é outro aspecto a ser observado, para medir essa condição é utilizado um sensor inserido na vela de ignição. Tais dados são de grande importância para estudar a eficiência do motogerador e para manter a segurança do sistema. Tais instrumentos são importantes para a pesquisa, pois todos esses dados podemos desenvolver um entendimento mais amplo do funcionamento do motor e com isso extrair maior potencial energético do mesmo.
Publicado
2017-11-08
Seção
XXXVI Encontro de Iniciação Científica