DESENVOLVIMENTO DE ESTRATÉGIAS DE COLETA DE DADOS DE PERCEPÇÃO SOBRE A COLETA SELETIVA DA POPULAÇÃO DA SEDE DE CRATEÚS - CE

  • Edimara Torres de Oliveira
  • IAGO FURTADO NUNES EVANDRO EDUARDO BARBOSA MENDONçAMARIA ANDRESSA XIMENES DE SABOIA
  • Luana Viana Costa e Silva

Resumo

Após mais de 10 anos da Política Nacional de Resíduos Sólidos, a coleta seletiva ainda enfrenta dificuldades para sua consolidação. É notório que o entrave de muitos municípios é a adesão da população. Este trabalho teve como objetivo desenvolver estratégias de coleta de dados da percepção sobre a coleta seletiva do município de Crateús-CE, com a população da sede, a fim de subsidiar trabalhos futuros de análise do setor. Primeiramente, realizou-se o estudo do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) de Crateús, além de normas e outras referências bibliográficas sobre gestão municipal de resíduos sólidos. A estratégia de coleta de dados prevista foi a elaboração de um formulário online na plataforma Question Pro. Para sua aplicação, contudo, além do formato de preenchimento remoto e autônomo, independente da abordagem presencial da equipe, houve a previsão da modalidade presencial e dependente da equipe. O estabelecimento de parcerias de divulgação com estabelecimentos de grande circulação de pessoas, mesmo na pandemia, como templos religiosos, padarias, supermercados, academias e departamentos públicos, por meio de cartazes explicativos com QRCode para acesso ao formulário, também entrou no planejamento estratégico. Inseriu-se, como estímulo ao preenchimento, a realização de sorteios de brindes entre os participantes. Acrescentou-se a divulgação massiva nas mídias sociais, além do envio de convites de adesão e de compartilhamento para crateuenses do rol de contatos da equipe, em número de aumento progressivo, na medida em que os contatos repassam adiante. Por fim, os dados obtidos devem ser sistematizados pela própria plataforma de coleta de dados e analisados pela equipe. Houve a validação das ações do plano durante 2 meses. Nesse período, todo o plano foi testado, exceto a modalidade presencial de coleta de dados, por causa das restrições da pandemia. Considerando o censo de 2010, Crateús possui 54.114 habitantes na sede. Como resultado do teste, obteve-se 140 respostas, o que demonstrou que a aplicação presencial deve ser a modalidade determinante para a obtenção de uma amostra significativa, necessitando ser incluída no teste. Percebeu-se que o convite por redes sociais foi a ação que gerou maior adesão. Concluiu-se que, assim como as ações de educação ambiental, essa coleta de dados, remota ou presencial, deve ser persistente até que mais da metade da abordagem resulte em pessoas já participantes.
Publicado
2021-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica