ANÁLISE ESTATÍSTICA DA ADAPTAÇÃO DOS ESTUDANTES INGRESSANTES NA UNIVERSIDADE DURANTE A PANDEMIA

  • Rodrigo Iuri Morais Moreira
  • JANAINA LOPES LEITINHO
  • Luísa Gardênia Alves Tomé Farias

Resumo

O processo de transição do ensino médio à graduação é um desafio para muitos discentes. É uma fase que envolve mudanças no cotidiano e nos hábitos de estudos, sendo essencial o apoio acadêmico na chegada dos alunos ingressantes, como meio de assegurar sua adaptação ao ambiente acadêmico. Porém, para acentuar as dificuldades em realizar essa integração do discente, foi decretado em março de 2020 o estado de calamidade pública no Brasil, em razão da COVID-19, o qual afetou o ensino presencial e consequentemente houve uma mudança inesperada da educação presencial para o ensino remoto, tendo a necessidade de se adaptar aos novos hábitos. Assim, a universidade sondou possíveis novas ações de inserção do discente no atual cenário da pandemia. Em vista disso, buscou-se avaliar alguns aspectos que influenciaram negativamente o desempenho dos alunos, sobretudo, fatores que possivelmente resultem na desistência dos mesmos. Pensando nesse contexto e com o objetivo de avaliar o processo de ingresso e adaptação dos alunos na Universidade Federal do Ceará - UFC, campus Crateús, foi aplicado um formulário. A amostra contou com a participação de cento e setenta e oito estudantes ingressantes no semestre 2021.1, de todos os cinco cursos ofertados pelo campus. A pesquisa contém 21 perguntas referentes a questões socioeconômicas, vida acadêmica, recepção na faculdade e influência da pandemia, com opções de respostas na escala "likert'' de 5 pontos. As respostas serão analisadas quantitativamente e qualitativamente, sendo que no primeiro caso será utilizado a estatística descritiva no software R e para a correlação dos dados será calculado o Ranking médio (RM) para cada questão e grupo de questões, assim como o coeficiente de consistência interna (coeficiente alfa) para avaliar a eficiência do questionário. Os resultados da aplicação dessas técnicas serão interpretados a fim de se estabelecer os fatores mais relevantes para entender como os ingressantes estão lidando com a rotina acadêmica no contexto de isolamento social rígido devido a pandemia. Por conseguinte, notou-se, pelo formulário, que a maioria dos discentes possui apoio familiar para dar prosseguimento ao curso, assim como este está atendendo as expectativas. Porém, percebe-se um grande volume de respostas relacionadas ao desânimo e dificuldades enfrentadas no ensino remoto. Logo, cabe realizar a avaliação e verificar se as atividades para a integração dos discentes está trazendo resultados positivos e propor novas medidas e implementação das que já estão sendo realizadas.
Publicado
2021-01-01
Seção
Encontro de Bolsistas do Programa de Acolhimento e Incentivo a Permanência