ESTUDO DO PERFIL E DA ADAPTAÇÃO DOS INGRESSANTES DO CURSO DE ENGENHARIA DE MINAS DE 2021.1 DA UFC EM CRATEÚS

  • Bruno Anchieta Viana
  • Tiany Guedes Cota

Resumo

Ao ingressarem no ensino superior os estudantes enfrentam muitos desafios, que são relacionados a diversos fatores, como a escolha insegura do curso, a adaptação ao ambiente universitário e dificuldade nas disciplinas do ciclo básico. Esses fatores podem levar os alunos a terem um baixo rendimento acadêmico, podendo ocasionar um aumento da evasão no curso. Além disso, a pandemia do Covid-19 trouxe novos desafios, como a conciliação entre atividades domésticas e a adequação ao ensino remoto. Assim, este trabalho tem como objetivo conhecer o perfil do ingressante, assim como avaliar as dificuldades enfrentadas pelos alunos do primeiro período de 2021.1 do curso de Engenharia de Minas da UFC em Crateús. Para realização da pesquisa utilizou-se um formulário eletrônico disponibilizado aos discentes, onde foram coletadas informações sobre a escolha do curso e sobre as principais dificuldades relacionadas com o ensino remoto. Além disso, com dados fornecidos pela coordenação do curso foi realizada uma análise da quantidade de alunos que realizaram a supressão de disciplinas e o trancamento total. O questionário contou com a participação de 25 alunos do semestre 2021.1 do curso de Engenharia de Minas, representando 64,1% da turma. Foi observado que 72% dos alunos tinham Engenharia de Minas como primeira opção de curso, onde 40% conheceram o curso através da internet, por meio das redes sociais. É importante ressaltar que apenas 4% dos alunos responderam que estavam suficientemente informados sobre o curso. Observou-se que 84% dos discentes se sentem motivados a continuar no curso e 16% pretendem trocar de curso, sendo unânime a escolha pela Engenharia Civil. Os discentes apontaram matemática, química e física como suas principais dificuldades no ensino médio, sendo o conhecimento básico dessas disciplinas fundamental para uma possível aprovação nas disciplinas iniciais. Algumas das principais dificuldades apontadas pelos alunos foi a de organização do tempo de estudo atrelado ao acompanhamento do conteúdo e das atividades propostas pelo professor. Além disso, vale destacar que a conciliação entre atividades domésticas e acadêmicas foi apontado como um fator chave para problemas de adaptação ao sistema de ensino remoto. Em relação a quantidade de alunos matriculados, 12 tiveram a matrícula cancelada, sendo atualmente 39 alunos com a matrícula ativa. Quanto à supressão de disciplinas, 3 alunos solicitaram o trancamento total, e nenhum aluno solicitou supressão parcial. Dessa forma, é evidente que a Universidade tem um papel fundamental na elaboração de ações de permanência para esses alunos, possibilitando melhor integração destes ao ambiente acadêmico, e com ações de motivação, possibilitando condições para os discentes progredirem no curso.
Publicado
2021-01-01
Seção
Encontro de Bolsistas do Programa de Acolhimento e Incentivo a Permanência