Análise estratégica de percepções sobre evasão e persistência: ingressantes do curso de graduação em geologia da Universidade Federal do Ceará

Wellington Ferreira Silva Filho, Ana Clara Braga Souza, Jamille Freitas Reis Soares Rocha, Renata Matos Amaral, Cynthia Romariz Duarte, José Antonio Beltrão Sabadia, José de Araujo Nogueira Neto, Michael Vandesteen Silva Souto

Resumo


Dezoito alunos recém-ingressos no Curso de Graduação em Geologia da Universidade Federal do Ceará foram questionados sobre fatores que influenciam a persistência e evasão de alunos, por intermédio de
perguntas abertas. Os resultados indicaram como principais fatores de persistência as oportunidades do mercado de trabalho, corpo docente, aulas de campo e o conhecimento geológico em si. Como principais
fatores de evasão, foram citadas as deficiências da infraestrutura física e dificuldades em disciplinas do primeiro semestre (matemática, física e química). Foi realizada uma análise SWOT considerando-se o mercado de
trabalho como oportunidade e o desconhecimento de alunos de ensino médio com relação à geologia como ameaça, fator identificado em pesquisa anterior. Foram considerados pontos fortes do curso o corpo docente, aulas de campo e o conhecimento geológico em si. Como pontos fracos, infraestrutura física e dificuldades em disciplinas do primeiro semestre. Por meio de uma matriz SWOT, chegou-se às seguintes estratégias possíveis: (i) estimular docentes a enfatizarem os conhecimentos demandados pelo mercado de trabalho nos conteúdos
teóricos e de campo; (ii) incentivar docentes a elaborarem conteúdos para divulgação geológica, abrangendo aspectos científicos e profissionais da geologia; (iii) requalificar a infraestrutura física do curso tendo em vista
as habilidades demandadas pelo mercado de trabalho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.