Aspectos geológicos e geomorfológicos da zona costeira entre as praias do Futuro e Porto das Dunas, região metropolitana de Fortaleza, (RMF), Ceará, Brasil

  • Márcia Thelma Rios Donato Marino
  • George Satander Sá Freire
  • Norberto Olmiro Horn Filho Horn Filho

Resumo

Neste trabalho são apresentados os resultados do mapeamento geológico-geomorfológico realizado na zona costeira entre as praias do Futuro e Porto das Dunas, no setor leste do litoral da Região Metropolitana de Fortaleza, Ceará.  A metodologia compreendeu revisão bibliográfica, fotointerpretação e geoprocessamento de imagens, trabalhos de campo, análises granulométricas e compilação das informações. A zona costeira é representada por um empilhamento estratigráfico que compreende dois domínios geológicos: unidade basal e planície costeira. A unidade basal é constituída pela unidade litoestratigráfica Vulcânica-Alcalina, Terciária (Oligoceno-Mioceno), representada pelo morro Caruru; e pela Formação Barreiras, Tércio-Quaternário (Mioceno-Pleistoceno), constituída pelos sedimentos dos Tabuleiros Pré-Litorâneos. A planície costeira compreende Depósito aluvial (Quaternário/Pleistoceno); depósitos litorâneos - Arenito de praia (Quaternário/Plioceno), Flúvio-lacustre, Paludial, Eólico e Marinho praial do Holoceno. Os sedimentos da planície costeira foram originados a partir de processos gravitacionais gerados por oscilações climáticas relacionadas às flutuações relativas do nível do mar ocorridas durante o Quaternário, principalmente durante a última fase regressiva, que iniciou há 5.100 anos A.P. A área tem sido afetada por deformações tectônicas cenozóicas que aproveitaram preferencialmente as linhas de fraqueza crustal herdadas das eras geológicas anteriores. Um número significante de informações acerca de evidências e características de atividades neotectônicas na região que assumiram um papel decisivo na formação da topografia contemporânea é registrado em pesquisas anteriores.

Seção
Artigos