Imagens SRTM: Importante Ferramenta Didática para o Ensino de Geociências – O Exemplo da Folha Santana do Cariri – Ceará/Pernambuco.

Cynthia Romariz Duarte, José Antonio Beltrão Sabadia, Cristiano Alves da Silva

Resumo


A geomorfologia é frequentemente empregada para classificar a superfície terrestre em relação à forma e ao processo que o gerou. Dados de sensoriamento remoto, em especial de modelos digitais de elevação (MDE/DEM) obtidos a partir de imagens orbitais, contêm informações relacionadas às feições geomorfológicas, podendo representar a topografia ou a forma do terreno, além de permitir a derivação de uma série de produtos importantes na interpretação das formas de relevo de uma determinada área, configurando-se como uma importante ferramenta para análise e interpretação de estruturas geomorfológicas. O objetivo do trabalho foi o de identificar e mapear as unidades geomorfológicas presentes na Folha Santana do Cariri (SB.24-Y-D-II), a partir do emprego de imagens obtidas pelo sensor de SIR-C/X-SAR, disponível na missão SRTM, possibilitando, assim, fornecer aos alunos de mapeamento geológico, ferramentas auxiliares na condução e interpretação de seus estudos de campo. A área está localizada ao sul do Estado do Ceará (noroeste de Pernambuco), entre os meridianos 39 ° 30 'e 40 ° 00' W e paralelos 7 ° 00 ' e 7 º 30' S, e altitude variando entre 328 e 965m. Geologicamente a área está contextualizada entre as litologias gnáissicas, xísticas e graníticas do Embasamento Cristalino e as rochas sedimentares da Bacia do Araripe, apresentando elevado controle estrutural e litológico. Para desenvolver a compartimentação do relevo da folha Santana do Cariri empregou-se o levantamento altimétrico efetuado pela missão SRTM que permite a obtenção das variáveis morfométricas tais como declividade, altimetria e acidentes geográficos, que são importantes aspectos para a compreensão da geomorfologia para estudantes de graduação em disciplinas de Mapeamento Geológico. A integração desses produtos gerados a partir das imagens SRTM, permitiu a identificação de cinco compartimentos principais do relevo: a chapada dominante e uniforme; as formas escarpadas das bordas mais íngremes que sustentam a chapada e possuem alta declividade; a depressão periférica; o relevo colinoso formado por rochas do Embasamento Cristalino; e relevo colinoso suave característico de rochas sedimentares. Os controles litológico e estrutural presentes na área ficaram bem evidenciados nas imagens, sobretudo no relevo sombreado. O processamento e integração de dados advindos de modelos digitais de elevação permitiram a compartimentação do relevo da área de interesse, possibilitando a individualização das diferentes unidades de relevo ali presentes de forma rápida e precisa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.