Análise Sócioeconômica do Geoturismo Proveniente da Geodiversidade Constituinte da Mina Brejuí – Currais Novos/RN

Silas Samuel dos Santos Costa, Paulo Victor Gurgel de Araújo, João Correia Saraiva Junior, Marcos Aurélio de Oliveira Maia

Resumo


O geoturismo é uma atividade que está se tornando mais acessível à população de diversas áreas de atuação, todavia, vem deixando de ser exclusividade apenas da apreciação do público da área de geociências, tendo em vista isso, a expansão dessa atividade turística vem movimentando cada vez mais a economia das várias cidades contempladas com geossítios e geotrilhas. O presente trabalho tem como objetivo geral acompanhar as tendências do geoturismo no estado do Rio Grande do Norte, estudando-o sua prática na maior mina de scheelita da América do Sul, a Mina Brejuí, localizada no Seridó potiguar na cidade de Currais Novos; denotando os aspectos influenciadores da geodiversidade local, tanto para a extração e adequação dos seus recursos minerais, assim como na contribuição para o potencial geográfico, histórico e ambiental o que proporciona as condições geoturísticas; e avaliando, portanto, o seu positivo impacto socioeconômico na população envolvida pela atividade de modo que essa interação econômica seja disseminada, contudo pautada nas estratégias de sustentabilidade e de conservação do patrimônio geológico. Os processos de metodologia correspondem às pesquisas bibliográficas e revisões para atualizações de dados, pesquisas de campo realizadas por meio de entrevistas, bem como, às visitações técnicas. Os resultados mostram, a partir das discussões de potencialidade, que o ambiente estudado se apresenta como favorável ao desenvolvimento do geoturismo, principalmente, por acrescentar aspectos positivos tanto ao município de Currais Novos quanto a iniciativa privada que administra as atividades da mina.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.