A GÊNESE DO DIREITO ENTRE KELSEN E NIETZSCHE

Henrique Garbellini Carnio

Resumo


O presente artigo tem por escopo investigar a gênese do processo de formação do direito. Com o intuito de ir além das tratativas tradicionais empregadas e reconhecendo o direito enquanto uma criação humana, um produto da linguagem, a proposta visa a uma junção radical e delimitada entre Kelsen e Nietzsche, que apesar de aparentemente se distanciarem filosoficamente, na realidade, possuem, ao menos nessa seara, interessantes pontos de aproximação. De modo consequente à reflexão proposta surgem também importantes considerações sobre o afastamento do pensamento jurídico de ambos os autores, o que, conjuntamente com a abordagem inicial revela um profícuo ambiente de estudo da filosofia do direito.

Palavras-chave


Genealogia do direito; Retribuição; Kelsen; Nietzsche

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Estado de exceção. Tradução de Iraci D. Poleti. São Paulo: Boitempo, 2004.

BARRENECHEA, Miguel Angel. Nietzsche e a liberdade. Rio de Janeiro: 7 letras, 2000.

FERRAZ JUNIOR, Tércio Sampaio. A ciência do direito. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

______. Teoria da norma jurídica. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2006.

GIACOIA JUNIOR, Oswaldo. Nietzsche e a genealogia do direito. Crítica da modernidade: diálogos com o direito. Ricardo Marcelo Fonseca (org.). Florianópolis: Fundação Boiteux, 2005.

______. Pequeno dicionário de filosofia contemporânea. São Paulo: Publifolha, 2006.

GUERRA FILHO, Willis Santiago. Teoria da ciência jurídica. São Paulo: Saraiva, 2002.

______. Teoria processual da Constituição. 3. ed. São Paulo: RCS Editora, 2007.

GURVITCH, Georges. Tratado de sociologia (tomo primeiro). Tradução de María C. Eguibar e Alicia M. Vacca. Buenos Aires: Editoral Kapelusz, 1962.

GUYAU, Jean-Marie. Crítica da idéia de sanção. Tradução de Regina Schöpke e Mauro Baldi. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

HEIDEGGER, Martin. Nietzsche. Tradução de Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

KAUFMANN, Arthur. Introdução à filosofia do direito e à teoria do direito contemporâneas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

KELSEN, Hans. Sociedade y naturaleza: una investigación sociologica. Tradução de Jaime Perriaux. Buenos Aires: De Palma, 1945.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Genealogia da moral: uma polêmica. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das letras, 2007.

PUY, Francisco. El derecho y el Estado en Nietzsche. Madri: Editora Nacional, 1966.

REALE, Miguel. Lições preliminares do direito. 26 ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

WIEACKER, Franz. Historia del derecho privado de la edad moderna. Tradução de Francisco Fernández Jardón. Madrid: Aguilar, 1957.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Nomos



ISSN 1807-3840

Rua Meton de Alencar, s/n - Centro
Fortaleza, Ceará, CEP 60.035-160
Telefone: +55 (85) 3366 7850

Bases de dados

Resultado de imagem para library of congress logo
http://www.cnen.gov.br/images/logo_livre2.png   Find in a library with WorldCat