http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/issue/feed Informação em Pauta 2019-07-11T23:50:09-03:00 Maria Giovanna Guedes Farias mgiovannaguedes@gmail.com Open Journal Systems <p><strong>Informação em Pauta</strong> é um periódico científico eletrônico do Departamento de Ciências da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará (DCINF/PPGCI/UFC), disponível em open access.<br><br>Tem como objetivo divulgar trabalhos que contribuam para o desenvolvimento, fortalecimento e crescimento da Ciência da Informação, Biblioteconomia e áreas afins, incentivando a produção de conhecimentos entre pesquisadores, docentes, discentes e demais profissionais de diferentes regiôes do país e no exterior.<br><br>Com periodicidade semestral, o periódico publica contribuições inéditas em três idiomas: português, espanhol e inglês. As avaliações são realizadas no modelo duplo-cego pelo corpo editorial científico e o fluxo de submissão é contínuo. Os artigos compreendem todas as modalidades de estudos da área de Ciência da Informação, mas eventualmente algumas edições podem lançar números especiais que tratem de temas mais específicos da área de estudo em questão.</p> <p><strong>ISSN 2525-3468</strong></p> <p>&nbsp;</p> http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41303 A Representação e a Recuperação da Informação: 2019-07-11T23:50:08-03:00 Dacles Vágner da Silva daclespb@gmail.com <p>A Recuperação e a Representação da Informação têm sido temas de estudo de diversas áreas. Entre ela podemos destacar a Ciência da Informação, a Ciência da Computação e a Arquivologia. Nesse sentido o presente estudo tem como objetivo geral compreender como se estabelecem e relacionam-se a Representação e a Recuperação da Informação no contexto arquivístico. Os objetivos específicos se expuseram em: a) Mapear aspectos em comum da Representação e Recuperação da Informação da Arquivologia com áreas correlatas, como a Ciência da Informação, bem como com a Ciência da Computação; b) Analisar as ideias centrais da Representação e Recuperação da Informação no campo arquivístico; c) Discutir como a relação entre Representação e Recuperação da Informação se evidencia na Arquivologia; e d) Refletir questões de ordem técnica/teórica da Representação e Recuperação da Informação no campo arquivístico. Posteriormente foi utilizada a análise do conteúdo (Bardin, 1977). Evidenciou-se que a Representação se nota a partir da ação administrativa, segmentar, intelectual e descritiva, com elaboração de instrumentos para o fornecimento de acesso. No caso da Recuperação da Informação, ela se notabiliza como um processo informatizado, com enfoque em suprir necessidades informacionais. A Representação transpareceu como uma etapa essencial para a consecução da Recuperação da Informação.</p> 2019-07-05T00:28:54-03:00 Copyright (c) 2019 Dacles Vágner da Silva http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41295 Mediação e Competência em Informação: percepção da Comissão de Educação de Usuários do Sistema de Bibliotecas da UFC 2019-07-11T23:50:09-03:00 Larisse Macedo de Almeida lari.biblio@yahoo.com.br <p>No ambiente universitário a biblioteca possui importante papel na formação dos discentes como indivíduos críticos, autônomos e com habilidades voltadas para o acesso e apropriação da informação. Nesse contexto, as ações de mediação do bibliotecário devem possibilitar sua interferência no processo de aquisição da informação visando a apropriação da mesma para possibilitar a construção do conhecimento do usuário. Assim, nosso objetivo consiste em analisar a percepção, sobre a mediação e competência em informação, dos bibliotecários no processo de construção do conhecimento científico no ambiente universitário. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, com uso do método exploratório. Os dados coletados a partir de questionários e entrevista realizados com bibliotecários que atuam na Comissão de Educação de Usuários do sistema de bibliotecas da Universidade Federal do Ceará foram analisados pela técnica de análise de conteúdo a partir do estabelecimento de categorias. Com isso, verificamos que a distinção entre o conceito de habilidade e competência não está internalizada na compreensão dos bibliotecários, necessitando ser abordada com maior profundidade pois, mesmo ambas sendo colocadas em prática cotidianamente, essa lacuna acaba não permitindo que associem a competência ou habilidade específica a uma atividade particular. Os profissionais compreendem a essência dos conceitos de mediação e competência em informação, mas não explicitam o entrelaçamento das temáticas. Ainda assim, a Comissão busca alinhar constantemente seu planejamento com as necessidades dos usuários, destarte, concluímos que o desenvolvimento das atividades da Comissão vem contribuindo para a consolidação da cultura de pesquisa no ambiente acadêmico.</p> 2019-07-05T00:27:10-03:00 Copyright (c) 2019 Larisse Macedo de Almeida http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41301 A atuação do Bibliotecário na Educação a Distância Online: 2019-07-11T23:50:09-03:00 Paula Pinheiro da Nóbrega ppnjc@hotmail.com <p>Com os avanços tecnológicos, a sociedade modificou sua maneira de agir em várias esferas e, no âmbito profissional, isso está bem acentuado. Para muitas áreas, o uso das tecnologias digitais da informação e comunicação tornou-se essencial para um desempenho profissional eficiente, ao passo que, o acelerado desenvolvimento tecnológico requer aperfeiçoamento constante. Nesse contexto, a Educação a Distância (EaD) <em>online</em> tem-se destacado como modalidade educacional adequada tanto à educação continuada quanto permanente de profissionais dos mais diversos campos. A EaD, contudo, envolve uma série de processos, ou fases, desde planejamento e implementação/produção, até a oferta de cursos propriamente dita, e seu desenvolvimento envolve o trabalho de uma equipe multidisciplinar especializada. O trabalho tem como objetivo analisar a atuação do bibliotecário em equipes de EaD <em>online</em> e suas perspectivas de inserção nessa área. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, para compreender o pensamento dos bibliotecários que atuam em Fortaleza, referente à sua participação em EaD. Os resultados revelaram que, embora o bibliotecário ainda desconheça seu potencial de atuação na EaD, ao descobri-lo, revela-se competente, criativo, inovador e habilitado para influenciar fortemente a qualidade dos cursos realizados nessa modalidade. Conclui-se que a Educação a Distância constitui uma nova área de atuação para o bibliotecário, cabendo a este a apropriação e desenvolvimento das competências e habilidades necessárias para atuação nesse novo espaço de trabalho, bem como às suas instituições formadoras apoiá-lo nesse desafio.</p> 2019-07-05T00:02:31-03:00 Copyright (c) 2019 Paula Pinheiro da Nóbrega