Informação em Pauta http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta <p><strong>Informação em Pauta</strong> é um periódico científico eletrônico do Departamento de Ciências da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará (DCINF/PPGCI/UFC), disponível em open access.<br><br>Tem como objetivo divulgar trabalhos que contribuam para o desenvolvimento, fortalecimento e crescimento da Ciência da Informação, Biblioteconomia e áreas afins, incentivando a produção de conhecimentos entre pesquisadores, docentes, discentes e demais profissionais de diferentes regiôes do país e no exterior.<br><br>Com periodicidade semestral, o periódico publica contribuições inéditas em três idiomas: português, espanhol e inglês. As avaliações são realizadas no modelo duplo-cego pelo corpo editorial científico e o fluxo de submissão é contínuo. Os artigos compreendem todas as modalidades de estudos da área de Ciência da Informação, mas eventualmente algumas edições podem lançar números especiais que tratem de temas mais específicos da área de estudo em questão.</p> <p><strong>ISSN 2525-3468</strong></p> <p>&nbsp;</p> Universidade Federal do Ceará pt-BR Informação em Pauta 2525-3468 <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p> <p>a. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new">Creative Commons Attribution License</a> que permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista.<br><br>b. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.<br><br>c. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.</p> A contribuição da Biblioteca Universitária na avaliação do ensino-aprendizagem no âmbito da Educação Superior http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/61591 <p>O campo da avaliação educacional, por sua relevância na busca da qualidade do ensino, tornou-se uma seara que se manifesta em diferentes articulações e aproximações. Desta premissa, depreende-se a possibilidade do surgimento de novas abordagens avaliativas. Com base no enunciado, esta pesquisa tem como hipótese de que a biblioteca universitária, dada a sua relevância na composição do sistema educacional, possui o arcabouço necessário para, em parceria com outros elementos educacionais, propor um modelo de avaliação na medida em que sua participação na educação se estende por todo o processo de ensino. O objetivo desta tese é estabelecer a interrelação entre biblioteca universitária e avaliação do ensinoaprendizagem com o intuito de propor um modelo integrativo de avaliação no âmbito universitário. É uma pesquisa exploratória de abordagem qualitativa, visto que as questões educacionais se adaptam melhor a uma proposta onde a tessitura das relações humanas alcança uma aproximação mais concreta com a sociedade. A concepção do modelo deu-se a partir de três momentos: do referencial teórico de Luckesi, Hoffmann e Perrenoud no contexto da avaliação do ensino-aprendizagem; no ãmbito da biblioteca universitária, deu-se a partir dos instrumentos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação (SINAES) e dos dados coletados através de um questionário e entrevista com professores e biblioteca que foram analisados através da análise de conteúdo. O locus inspirador da pesquisada foi a Biblioteca de Ciências Humanas (BCH) da Universidade Federal do Ceará (UFC). As análises apontam que é possível ocorrer o protagonismo da biblioteca universitária no processo de avaliação, visto sua inserção contínua no sistema escolar de ensino. Conclui-se apresentando um modelo de avaliação educacional a fim de disponibilizar aos professores uma prática avaliativa integrada com o cotidiano da sala de aula, onde docentes e discentes se beneficiem mutuamente.</p> Maria Aurea Montenegro Albuquerque Guerra Copyright (c) 2020 Maria Aurea Montenegro Albuquerque Guerra https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-29 2020-12-29 5 2 215 216 10.36517/2525-3468.ip.v5i2.2020.61591.215-216 Gestão de Dados de Pesquisa no contexto da Ciência Aberta http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/44619 <p>Desde a antiguidade, com a introdução da aplicação do método científico para validar o conhecimento, sua produção e os resultados de pesquisas passaram a ser pautados na troca de ideias e sugestões entre os pares, no compartilhamento de informações que necessitavam passar pelo crivo dos membros da comunidade científica. A partir da evolução da ciência e dos aparatos tecnológicos que passaram a coletar maior quantidade de informações para as pesquisas científicas, os dados emergem como produto essencial para o avanço do conhecimento científico necessários para a validação dos resultados de qualquer estudo. Os dados de pesquisa se apresentam em várias formas e devem ser contextualizados dentro das disciplinas ou áreas as quais pertencem. Nesse sentido, esta pesquisa tem como objetivo investigar as práticas e necessidades informacionais dos pesquisadores (docentes, discentes e técnico-administrativos em Educação vinculados ao Mestrado ou ao Doutorado) dos cursos de Pós-Graduação da Universidade Federal do Ceará (UFC), concernentes ao gerenciamento de dados de pesquisa e à Ciência Aberta. Para tal, delinearam-se os seguintes objetivos específicos: analisar a percepção dos pesquisadores sobre a gestão de dados de pesquisa e a Ciência Aberta; averiguar quais as práticas e as necessidades informacionais destes pesquisadores referentes a estas temáticas; propor um Programa de Gestão de Dados de Pesquisa (PGDP) para a UFC com o objetivo de sugerir uma Política de Gestão de Dados de Pesquisa; sugerir a criação de serviços de apoio e suporte ao pesquisador na UFC; desenvolver ações de educação e informação com vistas a testar um piloto de curso online como parte integrante do programa. Realizou-se um levantamento exaustivo a partir de buscas realizadas por meio do software Publish or Perish, Portal de Periódicos da CAPES, Wizdom.ai e Twitter. Como estratégia metodológica, utilizou-se a triangulação de métodos – Teoria Fundamentada em Dados e a Netnografia, além das técnicas de pesquisa análise documental e a observação participante. Para coletar os dados adotou-se o questionário e a entrevista, bem como o uso do diário de campo eletrônico e o caderno de laboratório eletrônico para as anotações, registros de notas de campo e na construção de memorandos. Os dados foram tratados por uma abordagem qualitativa com o uso do software Atlas.ti para a construção das categorias. Os resultados demonstram que em relação às práticas e estratégias de armazenamento dos pesquisadores, o computador pessoal e a nuvem são os mais utilizados para manter seus arquivos e dados de pesquisas, embora a maioria tenha revelado não ter uma frequência de backup de seus arquivos por usar o serviço de sincronização automática da nuvem. Sobre as práticas de documentação da pesquisa com a elaboração de um Plano de Gestão de Dados (PGD), entre todos os respondentes do questionário apenas uma pessoa elaborou um PGD, enquanto no grupo de entrevistados nenhum chegou a usar o PGD para essa finalidade. Sobre o compartilhamento, os entrevistados afirmaram ter realizado algum tipo de compartilhamento, seja de informações ou dados de pesquisa, e, quando não compartilham, os motivos declarados foram: desconhecimento, por não saber como fazer ou por esbarrarem em questões éticas, legais e de integridade da pesquisa. Diante do exposto, conclui-se que o pesquisador tem um papel fundamental na Gestão dos Dados de Pesquisa, pois adotar essa postura representa garantia da qualidade e integridade da pesquisa, além de colaborar para as boas práticas na ciência. Ademais, a literatura mostra que o bibliotecário tem sido o profissional mais recomendado para auxiliar os pesquisadores nesse processo. Finalmente, esta pesquisa traz como contribuição a percepção dos pesquisadores sobre os dados de pesquisa e a Ciência Aberta, além da sugestão de uma proposta de Programa de Gestão de Dados de Pesquisa (PGDP) para a UFC que se concentra no desenvolvimento de políticas, diretrizes, ações de educação e informação, produtos, serviços e gestão dos dados de pesquisa na universidade.</p> Juliana Soares Lima Copyright (c) 2020 Juliana Soares Lima https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-29 2020-12-29 5 2 212 214 10.36517/2525-3468.ip.v5i2.2020.44619.212-214 Algoritmos como dispositivos produtores de subjetividades http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/60269 <p>Caminho com Michel Foucault e Gilles Deleuze para expor compreensão, através deste ensaio, sobre o dispositivo – noção aberta pelo primeiro e que o segundo trabalha em sequência – para chegar à sociedade de controle e como isso se orienta a partir de algoritmos que se instauram como lei no ambiente digital. Esses algoritmos mantêm um componente que especifica o conhecimento a ser utilizado na solução de problemas e um elemento que determina as estratégias por que o conhecimento é usado. Isso permite o controle de sujeitos e sua fabricação a partir do uso de informações como mola de propulsão para um mercado que age através da liberdade dos usuários.</p> Jackson Medeiros Copyright (c) 2020 Jackson Medeiros https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2020-12-29 2020-12-29 5 2 201 211 10.36517/2525-3468.ip.v5i2.2020.60269.201-211