As alterações na dinâmica familiar diante do diagnóstico da criança com paralisia cerebral: estado da arte

Flávia Luzia de Oliveira, Alessandra Bonorandi Dounis

Resumo


O nascimento de uma criança com Paralisia Cerebral ocasiona alterações na dinâmica familiar. Deste modo, o objetivo deste estudo é conhecer o que se tem abordado no meio científico sobre as alterações na dinâmica familiar diante do diagnóstico de crianças com paralisia cerebral. Tratou-se de uma revisão de literatura do tipo Estado da Arte, junto às bases de dados LILACS, SciELO e o Banco de Teses e Dissertações da CAPES, com os temos paralisia cerebral e família, no período de 2000 à 2010. Dos 79 artigos encontrados, 18 fizeram parte da amostra. Os artigos analisados mostraram que os cuidadores de crianças com paralisia cerebral que não possuem uma rede de apoio familiar e profissional tendem a apresentar queda na qualidade de vida, nível maior de estresse e quadros de depressão, quando comparados com cuidadores que possuem uma rede de apoio. Também, pode-se observar que a maioria dos cuidadores não conseguiu retomar sua vida acadêmica ou profissional, teve redução de momentos destinados às atividades de lazer, bem como, queda na qualidade do relacionamento conjugal. Diante dos resultados, conclui-se que as mudanças na dinâmica familiar de cuidadores de crianças com paralisia cerebral podem comprometer a saúde mental e a qualidade de vida destes quando não há suporte das redes de apoio.

Palavras-chave


Paralisia Cerebral, Família, Terapia Ocupacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.