Continuidades e descontinuidades do tratamento moral em modelos de tratamento para toxicômanos

Taís Bleicher, Terezinha de Camargo Viana

Resumo


Ao analisar aspectos do evoluir do tratamento médico voltado à loucura na França, com ênfase na inovação pineliana do século XIX, o tratamento moral, e os modelos que surgiram em oposição ou em continuidade com este (as Colônias Agrícolas, que se opunham ao ambiente dos hospitais eas comunidades terapêuticas, com fins de ressocialização), objetiva-se perceber em quê estes modelos, anteriormente aplicado aos loucos, estão presentes nos atuais tratamentos para toxicômanos, tanto em Fazendas de Recuperação, como em grupos de ajudaque seguem a Filosofia dos Doze Passos e que não adotam o sistema de internação. A partir da teoria psicanalítica(com ênfase nos conceitos de narcisismo, narcisismo secundário, ideal de eu e pulsão)questionaremos estas formas de tratamento (especialmente no que diz respeito ao recurso à religião, a infantilização dos pacientes, o julgamento perpétuo, o lugar dado aos relacionamentos), em nomede uma possibilidade de existência criativa e autônoma por parte do toxicômano.

Palavras-chave


Toxicomania; Psicanálise; Tratamento; Phillipe Pinel.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.