Cirurgia plástica estética: que expectativas são essas?

  • Luana Menegassi
  • Rafael Siqueira de Guimarães Universidade Estadual do Centro-Oeste
Palavras-chave: Cirurgia Plástica, Estética, Indústria da Beleza, Corpo Humano, Saúde da Mulher.

Resumo

Têm-se visto cada vez mais mulheres à procura por academias, produtos de beleza e cirurgias plásticas em busca de um ideal de beleza, para as quais a imagem passou a ser o motor para o sucesso e a felicidade, o que trouxe a necessidade de melhor compreender o que leva tais mulheres a procurarem por tais práticas de embelezamento. Diante disso pretende-se desvelar as expectativas que impulsionam essas mulheres a realizarem a cirurgia plástica estética e compreender as implicações aí presentes. Para tanto utilizou-se a abordagem qualitativa e entrevistaram-se 8 mulheres com idade entre 20 e 35 anos que haviam realizado a cirurgia de implante de silicone nos últimos 12 meses às quais foi entregue o termo de consentimento e, então, aplicado um questionário sócio-demográfico e realizada uma entrevista semi-estruturada. Uma vez coletadas as informações, as entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo. A partir da análise verificaram-se as motivações, os desdobramentos esperados, o conhecimento e os sentimentos envolvendo a cirurgia plástica, como também a concepção de beleza apresentada pelas participantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Menegassi
Psicóloga formada pela Universidade Estadual do Centro-Oeste
Rafael Siqueira de Guimarães, Universidade Estadual do Centro-Oeste
Professor Adjunto do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Estadual do Centro-Oeste
Publicado
2012-01-01
Como Citar
Menegassi, L., & Siqueira de Guimarães, R. (2012). Cirurgia plástica estética: que expectativas são essas?. Revista De Psicologia, 3(1), 51-67. Recuperado de http://periodicos.ufc.br/psicologiaufc/article/view/104
Seção
Artigos