A culpa, a reencarnação e os novos paradigmas da ciência

  • Desirée Varella Bianeck Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Palavras-chave: psicologia, culpa, reencarnação, paradigma.

Resumo

O presente artigo problematiza sobre a questão da culpa e seu entendimento em âmbito religioso no que tange a concepção da reencarnação, considerando relevante objetivar a cisma entre a objetividade das ciências positivistas e o objeto de estudo das chamadas humanidades. Abordando o tema da reencarnação, pretende abrir caminho para um pensamento anti- hegemônico e emergente acerca da separação entre religião e ciência e a natureza da ciência da psicologia, ocidental e oriental. Parte-se do pressuposto que a emergência de novos paradigmas para as ciências de modo geral, afetará a psicologia ampliando as visões nela existentes permitindo seu crescimento e enriquecimento por meio de parâmetros diferentes para o estudo do homem/natureza/sociedade.

Biografia do Autor

Desirée Varella Bianeck, Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Psicóloga pela UFPR. Pós Graduada em Psicologia Clínica pela PUCPR. Psicoterapeuta Reencarnacionista pela ABPR. Mestranda em Filosofia pela PUCPR.
Publicado
2012-01-01
Como Citar
Bianeck, D. V. (2012). A culpa, a reencarnação e os novos paradigmas da ciência. Revista De Psicologia, 3(1), 127-135. Recuperado de http://periodicos.ufc.br/psicologiaufc/article/view/112
Seção
Artigos