A oficina de vídeo como potência de pesquisa em psicologia: luz, câmera, criação!

Lorrana Caliope Castelo Branco Mourão

Resumo


O presente artigo tem como objetivo abordar a Oficina de Vídeo como um dispositivo que potencializa a Pesquisa-Intervenção, trazendo luz a elementos da experiência de pesquisa de dissertação intitulada As Práticas de Preconceito e de Tolerância no contexto escolar: o outro como questão, em que foi trabalhada a perspectiva téorica-metodológica da Pesquisa-Intervenção junto ao dispositivo Oficina de Vídeo. Inicialmente, o texto discute as principais referências teóricas da Pesquisa-Intervenção, tendo como base os principais teóricos brasileiros e estrangeiros que abordam o tema, como Marisa Lopes da Rocha, Simone Paulon e René Lourau. No segundo tópico, apresenta-se de forma sucinta a pesquisa de dissertação citada. Logo em seguida abordamos a utilização do dispositivo Oficina de Vídeo dentro do processo de pesquisa, em que trabalhamos junto aos alunos tanto exibição quanto produção de vídeos que abordassem a temática. Ao todo, tivemos treze encontros na Oficina de Vídeo. Como resultado, pudemos observar o quanto a Oficina de Vídeo foi importante no processo da pesquisa, pois possibilitou a coautoria e a narração da experiência, além de ter sido um dispositivo que trouxe uma problematização acerca das próprias resistências dentro do processo da pesquisa.


Palavras-chave


Pesquisa-Intervenção, Oficina de Vídeo, escola

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.