Racismo e julgamento social na internet: crianças e jovens negros como alvos

Jorge Wambaster Freitas Farias, Roger Silva Sousa, Tiago Jessé Souza de Lima, Walberto Silva dos Santos, Suély Conde Ferreira

Resumo


Este estudo teve como objetivo avaliar o preconceito racial, emitido na internet, contra crianças e jovens negros em conflito com a Lei, mediante o julgamento social atribuído. Para tanto, selecionaram-se notícias que retratam a apreensão de jovens negros, acusados ou suspeitos de terem cometido roubos. Foram analisados, por meio do software IRAMUTEQ, 879 comentários sobre essas notícias, os quais constituíram um único corpus submetido a uma Classificação Hierárquica Descendente (CHD) e a Análises de Similitude. A CHD reteve 83,32% dos segmentos de texto, dividindo o corpus em três classes. Os resultados indicaram expressivo preconceito racial contra crianças e jovens negros, estigmatizando-os e legitimando as suas mortes. Significativamente, predomina nos comentários a concepção dos jovens como uma ameaça à ordem social, responsabilizando a ausência dos pais, a permissividade da Lei e as pessoas envolvidas com a promoção de Direitos Humanos. Em síntese, o estudo traz contribuições para a análise do preconceito racial na internet contra jovens negros em conflito com a lei, possibilitando avaliar expressões do preconceito e da discriminação racial no Brasil.


Palavras-chave


Preconceito; racismo; discriminação; julgamento social; negros.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.