Pesquisa-intervenção e juventudes: enredando a produção de vidas marginais

Andrea Cristina Coelho Scisleski, Giovana Barbieri Galeano

Resumo


Este artigo objetiva discutir a pesquisa-intervenção para além da perspectiva metodológica, apostando em privilegiá-la como ferramenta analítica. Isso significa que a reflexão que aqui empreendemos reside na ênfase de uma postura ético-política preocupada com as problematizações dos efeitos das produções de conhecimentos empreendida pela ciência. Além disso, associamos esse debate à produção de uma juventude que é tomada como marginal. O referencial teórico que sustenta nossas argumentações se baseia na obra foucaultiana no campo da psicologia social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

CNEN logo_livre2.pngResearchBib   

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.