As relações entre satisfação, longevidade no trabalho e comprometimento organizacional em uma empresa do segmento metalúrgico de Fortaleza

Ana Lúcia Ferreira Rios

Resumo


Foi objetivo desta pesquisa estudar a relação do tempo de serviço e do comprometimento organizacional como indicadores de satisfação em uma empresa familiar de Fortaleza. A relevância desse estudo decorre da necessidade de se empreender novos temas que agreguem possibilidades de articulação à temática do comprometimento organizacional a partir do modelo multidimensional proposto por Rego (2003). A pesquisa foi realizada em uma empresa de grande porte do segmento metalúrgico. Participaram dessa pesquisa 272 colaboradores distribuídos entre os níveis operacionais, administrativos, coordenadores, gerentes e diretores. O delineamento do presente estudo se fundamenta quanto à abordagem do problema, quantitativa e qualitativa e, quanto ao método, estudo de caso. Os dados analisados foram coletados a partir de um questionário. O referencial teórico procura arrolar as instâncias comprometimento organizacional, tempo de serviço, satisfação e gestão de empresa familiar como forma de empreender padrões de relação e de influência entre elas. Destacam-se como principais resultados obtidos o alto grau de comprometimento afetivo, normativo e futuro comum, bem como o baixo grau de comprometimento do tipo sacrifícios avultados, escassez de alternativas e ausência psicológica percebido entre todos os colaboradores da empresa pesquisada; concluiuse que os colaboradores que são considerados mais antigos, tendem a demonstrar um sensível crescimento no comprometimento afetivo e significativo crescimento do normativo; e por fim verificou-se que os colaboradores que não fazem parte da família apresentam maiores graus de comprometimento em todas as dimensões do comprometimento proposto por Rego (2003).

Palavras-chave


comprometimento organizacional, tempo de serviço, satisfação e gestão familiar

Texto completo:

PDF

Referências


Barros, Ana Rita Oliveira. (2007). Comprometimento

Organizacional: um estudo de

suas relações com práticas de gestão de

pessoas e intenção de permanência. UFBA,

Bernhoeft, Renato. (1987). Empresa familiar:

sucessão profissionalizada ou sucessão

comprometida. São Paulo: IBECON.

Donnelley, R. G. (1976). A empresa familiar.

Biblioteca de Harvard, São Paulo:

Abril-tec.

Medeiros, C. A. F. (1997). Uma proposta de

múltiplos componentes para o comprometimento

organizacional. Tese de doutorado

da Universidade do Rio Grande do Norte.

Meyer, J. P.; Allen. N. J. (1996). Affective,

Continuance, and Normative commitment

to the organization: an examination

of construct validity. Journal of Vocational

Behavior 49, 252-276.

Meyer, J. P.; Allen, N. .J. (1997). Commitment

in the workplace: theory, research,

and application. London: Sage Publications.

Moraes, Samara Rodrigues de. (2007). Influências

da formalização de práticas de

recrutamento e seleção na rotatividade de

uma empresa do ramo alimentício de Fortaleza.

Universidade Federal do Ceará. Dissertação

de mestrado.

Rego, Arménio. (2003). Comprometimento

Organizacional e ausência psicológica –

afinal, quantas dimensões? RAE, v. 43, n

, out/dez.

Richardson, R. J. (1999). Pesquisa Social:

métodos e técnicas. 3. Ed. São Paulo:

Atlas.

Siqueira, M. M. M.; Gomide Júnior, S. J.

(2004). Vínculos do Indivíduo com o Trabalho

e com a Organização. In: Psicologia,

Organizações e trabalho no Brasil. Porto

Alegre: Artmed.

Tamayo, A. ; Souza, M. G. S.; Vilar, L. S.;

Ramos, J. L.; Albernaz, J. V.; Ferreira, N.

P. (2001). Prioridades axiológicas e comprometimento

organizacional. Psicologia:

Teoria e Pesquisa. Brasilia, v. 17, n. 1, p.

-35.

Vergara, S. C. (2005). Métodos de pesquisa

em administração. Editora: Atlas, São

Paulo.

Zanelli, J. C.; Borges Andrade, J. E.; . Bastos,

A. V (org.). (2004). Psicologia, Organizações

e trabalho no Brasil. Porto Alegre:

Artmed.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.