Um palácio abandonado: um estudo sobre a psicose na infância

Larissa Arruda Aguiar Alverne, Karla Patrícia Holanda Martins

Resumo


No domínio da produção teórica em psicanálise, há um vasto campo de formulações acerca das manifestações das psicoses na infância e de suas consequências para as suas práticas clínicas. O presente trabalho tem por objetivo a discussão de um caso clínico de psicose na infância, tomando como balizadores as questões relativas à transferência. As concepções psicanalíticas de constituição de sujeito e suas relações com o trabalho na transferência foram brevemente discutidas, sobretudo, a partir do interesse em destacar as particularidades do caso, para então aproximá-las ou distanciá-las das concepções teóricas existentes sobre a psicose na infância. A escrita do presente estudo de caso tem como pano de fundo a experiência no Núcleo de Atenção a Crianças e Adolescentes (NAIA) do Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto em Fortaleza, Ceará, no qual se realizou o atendimento de orientação psicanalítica de uma criança com diagnóstico psiquiátrico de esquizofrenia paranoide.


Palavras-chave


Psicose. Clínica. Transferência. Infância. Estudo de caso.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.