A identidade do "antipetismo" e do "petismo" em narrativas de simpatizantes do partido dos trabalhadores na internet

Resumo

O Partido dos Trabalhadores vive a maior crise de sua história em decorrência do impacto da Operação Lava Jato e da mobilização de grupos de direita contra o petismo. Neste contexto, o objetivo deste estudo é identificar e analisar, nessa situação de conflito aberto com seus adversários políticos, a construção de atributos identitários para petistas e antipetistas em relatos de simpatizantes do Partido dos Trabalhadores. Para isso foram analisados, com o uso do método da análise de discurso proposto pela psicologia social discursiva, comentários produzidos em reposta às postagens do site Conversa Afiada do jornalista Paulo Henrique Amorim, alinhado politicamente com o Partido dos Trabalhadores no ano de 2015. Trata-se de um site muito frequentado por simpatizantes do Partido dos Trabalhadores. Na análise foram identificadas as categorias que os simpatizantes e militantes do petismo mobilizam quando falam de si mesmos e dos adversários políticos. Observou-se que a desonestidade, o conservadorismo e o antinacionalismo são traços centrais na identidade do antipetismo construída pelos petistas. O pertencimento à esquerda política, por outro lado, apresenta-se como um traço central da identidade do movimento em que se inserem esses militantes, movimento esse que estaria sendo vítima, segundo eles, de um golpe organizado por uma direita constituída pelo empresariado, a grande mídia e setores do Estado brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-01
Como Citar
de Oliveira Filho, P., Pereira dos Santos, W., & da Silva Castro, H. M. (2020). A identidade do "antipetismo" e do "petismo" em narrativas de simpatizantes do partido dos trabalhadores na internet. Revista De Psicologia, 11(2), 27 - 37. https://doi.org/10.36517/10.36517/revpsiufc.11.2.2020.3