A gestão do cuidado sob a ótica de enfermeiros supervisores

Maria Antônia Ramos Costa, Verusca Soares de Souza, João Lucas Campos de Oliveira, Elen Ferraz Teston, Laura Misue Matsuda

Resumo


Objetivo: descrever as percepções de enfermeiros supervisores sobre as práticas de gestão do cuidado, e, construir coletivamente um conceito. Métodos: descritivo-exploratória, de natureza qualitativa, realizada com 15 enfermeiros supervisores, empregando-se o Círculo de Cultura freireano como técnica de coleta de dados. Os encontros foram gravados, transcritos e analisados segundo suas estruturas temáticas. Resultados: através da concepção individual, considerou-se a gestão do cuidado como responsabilidade complexa, com foco em ações burocráticas. A concepção coletiva, relaciona a gestão com a sistematização da assistência que resulta no cuidado integral e de qualidade. Quanto as dificuldades na gestão do cuidado destacaram-se aspectos relacionados a instituição como, a falta de padronização de normas e rotinas, estrutura física e os recursos humanos. Conclusão: o principal desafio estabelecido é a superação da percepção fragmentada entre gestão e cuidado. Vislumbra-se na educação permanente estratégia de intervenção a fim de qualificar a equipe para a gestão do cuidado.

 

Palavras-chave


Administração dos cuidados ao paciente; Gestão hospitalar; Educação na enfermagem; Educação permanente; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v18i4.20229

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC CompletaResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem