Dissertações e teses da enfermagem brasileira acerca da unidade de terapia intensiva

Maria Angélica Bezerra dos Santos, Guilherme Guarino de Moura Sá, Joselany Áfio Caetano, Alana Bartholo da Costa, Marcela Lourene Correia Muniz, Nelson Miguel Galindo Neto

Resumo


Objetivo: analisar a produção científica brasileira de dissertações e teses de enfermagem acerca da Unidadede Terapia Intensiva Adulto. Métodos: estudo bibliométrico realizado a partir do acesso eletrônico ao Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem da Associação Brasileira de Enfermagem, com amostra composta por 123 dissertações e 27 teses. Resultados: houve aumento na quantidade de estudos no decorrer dos anos, 54,6% foram oriundos das regiões Sudeste e 26,0% da região Sul. Em relação ao tipo de estudo, 70,0% foram descritivos e 59,3% quantitativos. Quanto à temática mais investigada, 43,3% abordou os cuidados de enfermagem e 38,0% contemplou o paciente crítico como população-alvo da investigação científica. Conclusão: as dissertações e teses brasileiras de enfermagem acerca da Unidade de Terapia Intensiva Adulto foram constituídas, predominantemente, por estudos descritivos, quantitativos, oriundos das regiões Sudeste e Sul eque versaram sobre os cuidados de enfermagem aos pacientes.

Palavras-chave


Unidades de Terapia Intensiva; Pesquisa em Enfermagem; Enfermagem; Bibliometria; Educação de Pós-graduação em Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v18i4.20256

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC CompletaResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem