Visita aberta em uma unidade de terapia intensiva neonatal: percepção dos visitantes

  • Ana Luiza da Costa Cunha
  • Nilba Lima de Souza
  • Rafaela Maria Alves da Rocha Rêgo
  • Ana Celly Bezerra Cruz Paiva dos Santos
  • Cecília Olívia Paraguai de Oliveira
  • Jéssica Maria Arouca de Miranda

Resumo

Objetivou-se identificar a percepção dos pais, acompanhantes e visitantes sobre a visita aberta a neonatos hospitalizados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Estudo descritivo, de natureza quantitativa, envolvendo 50 visitantes de recém-nascidos hospitalizados na Unidade Neonatal de uma maternidade escola de Natal-RN, Brasil, de outubro a dezembro de 2012. A coleta de dados ocorreu por meio de um formulário estruturado, das quais, a partir da análise dos dados, foi observado que a maioria dos pais, com exceção dos visitantes familiares, teve facilidade de acesso à Unidade, consideraram ser bem aceitos pela equipe e que as informações sobre o quadro clínico do neonato foram satisfatórias. A maior parte foi acolhido e orientado pelo enfermeiro, bem como foi incentivado ao retorno a visita. Todos consideraram importante visitar a mãe e o neonato, destacando a necessidade de uma maior integração dos profissionais com os familiares.
Publicado
2014-02-16
Seção
Artigos de Pesquisa