Autoestima de pessoas com úlcera venosa

Amanda Jéssica Gomes de Souza, Samilly Márjore Dantas Liberato Campos, Marina Góes Salvetti, Cintia Galvão Queiroz, Gilson de Vasconcelos Torres, Isabelle Katherinne Fernandes Costa

Resumo


Objetivo: verificar o nível de autoestima de pessoas com úlcera venosa e sua relação com características sociodemográficas, assistenciais e clínicas. Métodos: estudo transversal com 44 pacientes com úlceras venosas atendidos na atenção primária à saúde e avaliados mediante a Escala de Autoestima de Rosenberg. Foi realizada estatística descritiva e inferencial dos dados. Utilizou-se o Test t na identificação de diferenças entre as médias dos escores da escala em relação às características sociodemográficas, assistenciais e clínicas. Resultados: a média da autoestima foi 9,3 (±5,1). As variáveis que apresentaram associação com autoestima foram: pessoas casadas/união estável (p=0,016), com ocupação (p=0,023), em uso de terapia compressiva (p=0,040), menos de seis meses de tratamento (p=0,014) e com úlceras pequenas (p=0,010). Conclusão: a autoestima dos pacientes com úlceras venosas mostrou-se satisfatória/alta, sendo mais elevada entre aqueles com companheiro, atividade ocupacional, uso de terapia compressiva, na fase inicial de tratamento e que apresentavam úlceras pequenas.

Palavras-chave


Úlcera Varicosa; Qualidade de Vida; Assistência à Saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v18i5.30792

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa