Associação entre características sociodemográficas e sintomas depressivos em idosos hospitalizados

Isabela Maria Tavares do Nascimento, Paulo Filipe Mello, Alcimar Marcelo do Couto, Gilberto de Lima Guimarães, Isabel Yovana Quispe Mendoza

Resumo


Objetivo: descrever as características sociodemográficas associadas a sintomas depressivos em idosos hospitalizados. Métodos: estudo transversal realizado em hospital público de ensino. Amostra de 96 indivíduos com idade ≥60 anos, internados em unidade clínica e cirúrgica. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada com o instrumento Geriatric Depression Scale. As variáveis foram descritas por frequências, porcentagem, média e desvio padrão. Para avaliar a associação com os sintomas depressivos foi utilizado o teste Exato de Fisher. Resultados: 45,8% dos idosos apresentaram sintomas depressivos leves a moderados e 1,0% sintomas graves. Houve predominância de mulheres, idade entre 60 e 79 anos, com companheiro, baixa escolaridade (um a sete anos de estudo), religião católica, aposentados ou pensionistas e renda familiar de até três salários mínimos. Conclusão: a situação trabalhista apresentou associação estatisticamente significante com sintomas depressivos em idosos hospitalizados.

Palavras-chave


Depressão; Idoso; Hospitais Gerais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v18i6.31082

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa