Teorias de enfermagem na formação e na prática profissional: percepção de pós-graduandos de enfermagem

Palavras-chave: Educação Superior; Educação de Pós-Graduação em Enfermagem; Teoria de Enfermagem; Pesquisa em Educação de Enfermagem.

Resumo

Objetivo: analisar a percepção de pós-graduandos acerca das teorias de enfermagem na formação e na prática profissional. Métodos: pesquisa qualitativa, com 22 alunos matriculados na disciplina Fundamentos Teóricos do Cuidado em Enfermagem de um curso de pós-graduação em enfermagem. Resultados: evidenciaram-se a carência do ensino das teorias de enfermagem na graduação e a necessidade de inserção deste objeto de estudo nos currículos dos cursos, uma vez que elas sustentam e norteiam as ações do enfermeiro, respaldando a relação entre teoria e prática. As teorias conferiram pensamento científico e agregaram valor ao fazer profissional, assegurando qualidade e reconhecimento à profissão. Conclusão: o contato com as teorias na graduação é limitado, e a retomada da temática na pós-graduação é apontada como oportuna. Na percepção dos pós-graduandos, o conhecimento das teorias de enfermagem permite ao profissional extrair sua essência, fortalecer cientificamente sua prática e, assim, reconhecê-las como norteadoras do trabalho.

Referências

Alligood, MR. Nursing Theory: utilization & application. St. Louis: Missouri; 2013.

McEwen M, Wills EM. Bases teóricas de enfermagem. Artmed: Porto Alegre; 2015.

Soares MI, Resck ZMR, Terra FS, Camelo SHH. Systematization of nursing care: challenges and features to nurses in the care management. Esc Anna Nery. 2015; 19(1):47-53. doi: http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20150007

Lima JVF, Guedes MVC, Silva LF, Freitas MC, Fialho AVM. Utilidade da teoria do conforto para o cuidado clínico de enfermagem à puérpera: análise crítica. Rev Gaúcha Enferm. 2016; 37(4):e65022. doi:http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.04.65022

Savieto RM, Leão ER. Assistência em Enfermagem e Jean Watson: uma reflexão sobre a empatia. Esc Anna Nery. 2016; 20(1):198-202. doi: http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20160026

Porto AR, Thofehrn MB, Pai DD, Amestoy SC, Joner LR, Palma JS. Nursing theories and models that enhance professional practice. Rev Pesqui Cuid Fundam Online [Internet]. 2013 [cited 2018 Mar 15]; 5(5):155–61. Available from: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/140201/000914111.pdf?sequence=1

González MA, Castelló BM, Font CM. The identity of the nursing academic: between education and research. Texto Contexto Enferm. 2014; 23(2):241-9.doi:http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072014001640013

Queirós PJP, Vidinha TSS, Filho AJA. Autocuidado: o contributo teórico de Orem para a disciplina e profissão de Enfermagem. Rev Enf Ref [Internet]. 2014 [citado 2018 mar. 15]; IV(3):157-64. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn3/serIVn3a18.pdf

Mete S, Gokçe İsbir G. Using a nursing theory or a model in nursing PhD dissertations: a qualitative study from Turkey. Int J Nurs Knowl. 2015; 26(2):62-72. doi: http://dx.doi.org/10.1111/2047-3095.12036

Henckemaier L, Siewert JS, Tonnera LCJ, Alvarez AM, Meirelles BHS, Nitschke RG. Cuidado transcultural de Leininger na perspectiva dos programas de pós-graduação em enfermagem: revisão integrativa. Rev Ciênc Saúde [Internet]. 2014 [citado 2018 mar. 14]; 7(2):85-91. Disponível em:http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/view/15722/11848

Minayo M. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2014.

Dourado SBPB, Bezerra CF, Anjos CCN. Conhecimentos e aplicabilidade das teorias de enfermagem pelos acadêmicos. Rev Enferm UFSM. 2014; 4(2):284-91. doi: http://dx.doi.org/10.5902/217976929931

Cunha CMSLM, Macedo APMC, Vieira IGFF. Perceções dos estudantes de enfermagem sobre os processos formativos em contexto de ensino clínico. Rev Enf Ref [Internet]. 2017 [citado 2018 mar. 15]; IV(12):65-74. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn12/serIVn12a08.pdf

Hirsch CD, Barlem ELD, Duarte FD, Fornari NC, Silva BR, Nogário ACD. Sociodemographic and academic profile of undergraduate nursing student of the Nursing School/FURG Profile of nursing students. J Nurs Soc Health. 2014; 1(1):13-8. doi: http://dx.doi.org/10.15696/2358-9884/jonse.v1n1p13-18

Karnick PM. Nursing Theory: The Neglected Essential. Nurs Sci Q. 2013; 26(2):130-1. doi: http://dx.doi.org/10.1177/0894318413477210

Jara SF, Lizano PA. Aplicación del proceso de atención de enfermería por estudiantes, un estudio desde la experiencia vivida. Enferm Univ. 2016; 13(4):208-15. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.reu.2016.08.003

Yancey NR. Why teach nursing theory? Nurs Sci Q. 2015; 28(4):274-8. doi: http://dx.doi.org/10.1177/0894318415599234

Grillo MJC, Silva KL, Sena RR, Tavares TS. A formação do enfermeiro e a necessidade de consolidação do Sistema Nacional de Saúde. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet]. 2013 [citado 2018 mar. 24]; 2(2):57-68. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/viewFile/402/408

Ferreira EB, Pereira MS, Souza ACSS, Almeida CCOF, Taleb AC. Systematization of nursing care in the perspective of professional autonomy. Rev Rene. 2016; 17(1):86-92. doi: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.2016000100012

Publicado
2018-06-19
Seção
Artigos de Pesquisa