Perfil socioeconômico e clínico de gestantes com Síndrome Hipertensiva Gestacional

Palavras-chave: Enfermagem; Saúde da Mulher; Hipertensão Induzida pela Gravidez.

Resumo

Objetivo: conhecer o perfil socioeconômico e clínico de gestantes com Síndrome Hipertensiva Gestacional. Métodos: estudo descritivo e exploratório, realizado na Atenção Básica, com 50 gestantes, mediante formulário. Dados analisados pela estatística descritiva. Realização de teste binomial para questões dicotômicas. Resultados: predominaram gestantes com idades entre 18 e 35 anos (76,0%), casadas (52,0%), dona de casa (44,0%), com ensino médio completo (64,0%), não fumante (88,0%) e não etilista (96,0%). Nunca abortaram (68,0%), fizeram cesáreas antecedentes (37,0%), portadoras de Diabetes Mellitus (24,0%), Hipertensão arterial crônica (60,0%), cardiopatas (6,0%), acima do peso (56,0%) e hemorragia durante a gestação (12,0%). Conclusão: prevaleceram gestantes jovens, em idade fértil, com escolaridade de nível médio e associação de outras comorbidades e fatores de risco importantes.

Referências

Costa ALRR, Araújo Junior E, Lima JWO, Costa FS. Fatores de risco materno associados a necessidade de unidade de terapia intensiva neonatal. Rev Bras Ginecol Obstet. 2014; 36(1):29-34. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032014000100007

Morais FM, Novaes JM, Silveira MCA, Araújo MJAR, Melo SM, Gontijo LS. Uma revisão do perfil clínico-epidemiológico e das repercussões perinatais em portadoras de síndrome hipertensiva gestacional. Rev Eixo [Internet]. 2013 [citado 2018 abr. 23]; 2(1):69-82. Disponível em: http://revistaeixo.ifb.edu.br/index.php/RevistaEixo/article/viewFile/103/51

Melo WF, Oliveira BA, Saldanha HGAC, Sousa JS, Maracaja PB. A hipertensão gestacional e o risco de pré-eclâmpsia: revisão bibliográfica. REBES [Internet]. 2015 [citado 2018 abr. 11]; 5(3):7-11. Disponível em: http://revista.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/viewFile/3648/3288

Zanatelli C, Doberstein C, Girardi JP, Posser J, Beck DGS. Síndromes hipertensivas na gestação: estratégias para a redução da mortalidade materna. Rev Sau Int [Internet]. 2016 [citado 2018 abr. 5]; 9(17):73-81. Disponível em: http://local.cnecsan.edu.br/revista/index.php/saude/index

Gravena AAF, Paula MG, Marcon SS, Carvalho MDB, Pelloso SM. Maternal age and factors associated with perinatal outcomes. Acta Paul Enferm. 2013; 26(2):130-5. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000200005

Alves NCC, Feitosa KMA, Mendes MES, Caminha MFC. Complications in pregnancy in women aged 35 or older. Rev Gaúcha Enferm. 2017; 38(4):2017-42. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2017.04.2017-0042

Bezerra ACL, Mesquita JS, Brito MCC, Teixeira FV. Desafios enfrentados por mulheres primigestas em idade avançada. Rev Bras Ciênc Saúde. 2015; 19(2):163-8. doi: http://dx.doi.org/10.4034/RBCS.2015.19.02.12

Costa LD, Cura CC, Perondi AR, França VF, Bortoloti DS. Perfil epidemiológico de gestantes de alto risco. Cogitare Enferm [Internet]. 2016 [citado 2018 jan. 17]. 21(2):1-8. Disponível em: http://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/44192

Oliveira ACM, Graciliano NG. Hypertensive disorders of pregnancy and gestational diabetes mellitus in a public maternity hospital of a Northeastern Brazilian capital, 2013: prevalence and associated factors. Epidemiol Serv Saúde. 2015; 24(3):441-451.doi:http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742015000300010

Lima BA, Ramalho EB, Egydio MM, Soares JM. Prevalência de fatores de risco entre gestantes do município de Ipatinga, Minas Gerais, Brasil, no ano de 2010. Braz J Surg Clin Res [Internet]. 2014 [citado 2018 fev. 02]; 6(2):34-40. Disponível em:https://www.mastereditora.com.br/periodico/20140306_190914.pdf

Linhares JJ, Macêdo NMQ, Arruda GM, Vasconcelos JLM, Saraiva TV, Ribeiro, AF. Fatores associados à via de parto em mulheres com pré-eclâmpsia. Rev Bras Ginecol Obstet. 2014; 36(6):259-63. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-720320140004812

Carvalho CI. Infecção do trato urinário associado a gestantes e o papel do profissional farmacêutico no tratamento farmacoterapêutico. FACIDER Rev Científ [Internet]. 2015 [citado 2018 abr. 07]. Disponível em: http://sei-cesucol.edu.br/revista/index.php/facider/article/view/77/122

Martins LC, Freire CMV, Capuruçu CA, Nunes MCP, Rezende CAL. Risk Prediction of Cardiovascular Complications in Pregnant Women With Heart Disease. Arq Bras Cardiol. 2016; 106(4):289-96. doi: http://dx.doi.org/10.5935/abc.20160028

Oliveira ALML, Marques MA. Venous thromboembolism prophylaxis in pregnancy. J Vasc Bras. 2016; 15(4):293-301. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1677-5449.006616

Townsley DM. Hematologic complications of pregnancy. Semin Hematol. 2013; 50(3):222-31. doi:http://dx.doi.org/10.1053/j.seminhematol.2013.06.004

Oliveira AC, Almeida LB, Lucca A, Nascimento V. Estudo da relação entre ganho de peso excessivo e desenvolvimento de diabetes mellitus e doença hipertensiva específica na gestação. J Health Sci Inst [Internet]. 2016 [citado 2018 abr 08]; 34(4):231-9. Disponível em: https://www.unip.br/presencial/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2016/04_out-dez/V34_n4_2016_p231a239.pdf

Ferreira GR, Pissetti CW, Silva SR. Perfil sociodemográfico de gestantes portadoras de pré-eclâmpsia: estudo caso-controle. Enferm Obstétr [Internet]. 2015 [citado 2018 abr. 7]; 2(1):25-4. Disponível em: http://www.enfo.com.br/ojs/index.php/EnfObst/article/download/24/26

Viera Neta FA, Crisóstomo VL, Castro RCMB, Pessoa SMF, Aragão MMS, Calou CGP. Review of profile and prenatal care for women with gestational diabetes mellitus. Rev Rene. 2014; 15(5):823-31. doi: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.2018193175

Publicado
2018-09-26
Seção
Artigos de Pesquisa