Fatores de risco modificáveis para doenças crônicas não transmissíveis entre estudantes universitários

Huana Carolina Cândido Morais, Sara do Nascimento Cavalcante, Leyliane Brito Nascimento, Igor Cordeiro Mendes, Karleandro Pereira do Nascimento, Rafhael Fonseca

Resumo


Objetivo: identificar fatores de risco modificáveis para doenças crônicas não transmissíveis entre estudantes universitários. Métodos: estudo transversal, realizado em Centro Universitário privado, no sertão central cearense, com 329 estudantes, entrevistados por meio de questionário e analisados por estatística descritiva e inferencial. Resultados: predominaram estudantes com mediana de 21 anos de idade, sexo feminino (74,5%), solteiros (87,8%) e renda superior a três salários mínimos. Consumo de alimentos protetores considerado insuficiente e de alimentos prejudiciais, adequado. Não praticavam atividade física (62,2%), baixo consumo de tabaco (1,3%) e alta prevalência de etilismo (37,8%). Práticas de atividades físicas, etilismo e consumo de legumes/verduras estiveram associados significativamente com dados sociodemográficos e de saúde. Conclusão: foram identificados fatores de risco modificáveis para doenças não transmissíveis, tornando necessária articulação entre o setor saúde e a universidade, na implantação de estratégias de promoção à saúde em instituições de ensino.


Palavras-chave


Doenças não Transmissíveis; Fatores de Risco; Estudantes; Enfermagem.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.2018193487

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa