Práticas populares no cuidado infantil: percepção das mães

Angélica Yukari Takemoto, Nara Fabieli Zarpelon, Edilaine Giovanini Rossetto

Resumo


Objetivo: descrever a percepção das mães no uso das práticas populares prestados à criança no domicílio. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada com dez mães de crianças até dois anos. Os dados foram coletados por meio de entrevista gravada em uma unidade básica de saúde e submetidos à análise de conteúdo. Resultados: três categorias emergiram a partir da análise dos discursos: 1) Os papéis da família no cuidado à criança; 2) As práticas populares como cultura familiar no cuidado infantil; e 3) A crença em benzedeiras como recurso de prática popular. Conclusão: o uso das práticas populares se mantém forte no contexto social e cultural das famílias, principalmente influenciado pelas avós. Assim, há necessidade de instrumentalização da equipe de saúde para o bom uso dessas práticas a favor da promoção da saúde infantil e o reconhecimento da enfermagem em sua prática profissional.

Palavras-chave


Cuidado da Criança; Família; Medicina Tradicional; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.20192040075

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

Marca ABEC Completa