Desenvolvimento de metodologia de avaliação de egressos de um programa de mestrado em Pesquisa Clínica

Resumo

Introdução: A pós-graduação na modalidade profissional vem ganhando espaço em todas instituições mundiais1 e representa um divisor de águas entre o modelo acadêmico tradicional e as necessidades mais recentes do sistema de inovação científica, tecnológica e setor produtivo. Com isso, passa a ter uma crescente procura por ingressantes que já atuam no mercado de trabalho2. O êxito do egresso, seja medido por inserção em instituições, empregabilidade e salários ou outras variáveis, é de grande utilidade para que os programas possam aprimorar suas metodologias e também conhecer mais sobre a área em que estão atuando. O curso avaliado neste trabalho objetiva formar alunos que atuem no desenvolvimento de pesquisa de ponta na área da saúde, portanto o questionário aqui desenvolvido e avaliado será de suma importância para a transformação do aluno em protagonista da melhoria da qualidade da ciência e da pesquisa. Instituições governamentais como a CAPES – Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior destacam a importância da avaliação de cursos com foco na opinião do aluno e as instituições de ensino estão cada dia mais direcionando esforços para a verificação da qualidade de seus cursos e do conhecimento gerado em sala de aula. Objetivou-se, assim, elaborar um sistema de avaliação do perfil e êxito dos egressos do Programa de Mestrado em Pesquisa Clínica – FMB/CEVAP contribuindo para sua melhoria, atendendo às necessidades da Unesp e órgãos governamentais como a CAPES3. Métodos: Diante desta realidade foram feitas adaptações em um instrumento de avaliação de egressos que foi submetido à metodologia DELPHI4 por meio de consulta a dois grupos de peritos da área de Pesquisa Clínica que foram selecionados por meio de listas de pesquisadores que atendiam critérios como: obtenção de publicações na área de Pesquisa Clínica, vínculo institucional com estabelecimentos de pesquisa, participação em projetos na área de Pesquisa Clínica. Após a aplicação nos grupos de peritos foi realizada a etapa de aplicação no grupo piloto que foi composto por alunos egressos e alunos que estavam finalizando o curso. Os participantes do grupo de peritos analisaram as questões do instrumento utilizando a escala LIKERT5 que possibilita a avaliação de forma rápida e igualitária. Resultados e discussão: O índice de concordância das respostas apresentadas foi significativo, mesmo com a presença de sugestões de melhorias dos peritos que apontaram ajustes estruturais a ferramenta ou inclusão de detalhes como benefícios não financeiros. Trabalhos da mesma categoria possuem índices de consenso entre os juízes que variam entre 50% a 80%4 e este trabalho teve um índice de 93,33%, apresentando alta concordância entre os especialistas em comparação com a literatura existente. O grupo piloto participou da pesquisa e não fez sugestões de alteração das questões. Conclusão: Após a análise estatística das respostas e consequente verificação da concordância dos mesmos sobre o instrumento, o questionário foi considerado apto para utilização junto ao público alvo e houve a disponibilização da plataforma online que será empregada como ferramenta de feedback do curso avaliado, trazendo importantes indicadores para a gestão do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamiris Mariani Pereira Desiderio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Botucatu

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2015). Assessora administrativa II da Presidência do Câmpus e servidora pública da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Possui Mestrado em Pesquisa Clínica na Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP e especialização em Gestão Pública na UNIFESP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Administração Educacional e estágio realizado na MacMaster University com análise de dados estatísticos.

Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Botucatu

Possui Graduação em Publicidade e Propaganda pela Universidade do Sagrado Coração, Iniciação científica na UNESP, Specialization in Teaching and Learning in Higher Education - Tampere University - Finland, Mestrado em Fisiopatologia Experimental pela Universidade de São Paulo, Doutorado em Biologia Geral e Aplicada pela UNESP de Botucatu e Pós-Doutorado em Fisiopatologia da Clínica Médica pela Faculdade de Medicina da Unesp. Tem experiência nas áreas de Telemedicina, Telessaúde, Tele-educação, Educação em saúde, Educação a distância e desenvolvimento de ambientes virtuais de ensino. Atualmente, é Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância e Tecnologias de Informação em Saúde da FMB - UNESP (2017-2021), Coordenadora da Frente de Infraestrutura e Tecnologias da Informação no Ensino e Saúde do NAPMED-FMB e docente dos programas de Pós-Graduação - Mestrado Profissional em Pesquisa Clínica - FMB - CEVAP - UNESP e Mestrado e Doutorado Profissional em Biotecnologia.

Carlos Antonio Caramori , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Botucatu

Graduado em Medicina; Mestrado e Doutorado em Fisiopatologia em Clínica Médica e Livre Docência em Pesquisa Clínica na Universidade Estadual Paulista (UNESP). Membro fundador da APEF - Associação Paulista para Estudo do Fígado. Criou e implantou o Núcleo de Educação a Distância e Tecnologias de Informação em Saúde  e a Unidade de Pesquisa Clínica (UPECLIN 2005-2015)/FM UNESP. Criador e membro da Comissão de Boas Práticas Científicas em Pesquisa (CBPC)/FM UNESP; membro do Grupo de Trabalho (GT) Priorização e Fomento de Estudos REBRATS do Ministério da Saúde; Coordenador e membro do GT de Formulação de Diretrizes Gerais de Operacionalização da RNPC - Rede Nacional de Pesquisa Clínica (DECIT/MS); membro do COMCITI (Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação) de Botucatu/SP. Professor Associado da FM UNESP (graduação, especialização, residência médica, programas de aprimoramento e pós-graduação). Coordenador dos Programas Profissionais da área Medicina II na CAPES MEC Brasil. 

Publicado
2019-12-20
Seção
Resumos de Teses e Dissertações