Técnicas de debriefing: uma revisão narrativa

  • Italo Gustavo Lima Monteiro Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC)
  • Gabriela Studart Galdino Centro Universitário Christus (Unichristus)
Palavras-chave: Exercício de simulação, Ensino, Educação médica

Resumo

A educação em saúde é um campo desafiador, visto que o aprendizado prático deve ser transmitido para profissionais ainda inexperientes, sem comprometer a segurança dos pacientes. O uso da simulação em saúde vem crescendo progressivamente nas últimas décadas e promove o treinamento de habilidades técnicas e não-técnicas, com menor exposição de aprendizes a situações clínicas delicadas em um ambiente controlado e seguro. As atividades de simulação costumam ser acompanhadas de um feedback ou debriefing, que consiste em uma prática reflexiva interativa na qual se discutem as ações e o desempenho de uma atividade simulada. Metodologia: revisão narrativa de artigos da base de dados MEDLINE sobre técnicas de debriefing. Objetivos: descrever as diferentes abordagens de debriefing através de revisão da literatura. Resultados: Existem várias estruturas descritas de debriefing, com suas semelhanças e peculiaridades, sem que haja evidência de superioridade de alguma delas. Conclusão: A atividade simulada provê uma experiência concreta e autêntica, mas a análise, discussão e reflexão deliberadas a partir do evento são os principais componentes que estruturam o ensino prático eficaz. Não há uma melhor maneira de conduzir o debriefing, mas diferentes métodos que os facilitadores podem escolher conforme o contexto do cenário, bem como suas habilidades e preferências.

Publicado
2022-06-03