A COMUNIDADE PESQUEIRA DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE (CEARÁ) E SUA RELAÇÃO COM O TERMINAL PORTUÁRIO DO PECÉM

Bárbara Oliveira Frota Ferreira Gomes, Raimundo Nonato de Lima Conceição, Reynaldo Amorim Marinho

Resumo


A construção do Terminal Portuário do Pecém, no Estado do Ceará, deveu-se ao aumento da movimentação de cargas no Portodo Mucuripe, em Fortaleza, e de incentivos à criação de terminais como novas metodologias de logística e fluxo de carga. Este estudoteve como objetivo identificar o perfil dos pescadores e os principais conflitos socioeconômicos e ambientais decorrentes da instalação doterminal portuário, bem como seus efeitos sobre a comunidade pesqueira do Pecém. Em seu desenvolvimento, foram analisados os efeitos de um brusco crescimento econômico na comunidade, em especial os impactos desse empreendimento sobre atividades tradicionais como pesca e turismo. Dentre as conseqüências desses impactos, destacam-se a queda da produção de peixes pela interferência da rotina portuária sobre o sistema de marcação dos pesqueiros através de sinais terrestres, e da captura de camarões pela realização de dragagem para aumentar a profundidade da zona de atracação dos navios. O estudo também revelou uma intensa migração da mão-de-obra que vinha atuando quase que exclusivamente nas pescarias de caráter artesanal, principalmente devido à atratividade dos maiores níveis de salário praticados pelas empresas

Palavras-chave


Terminal Portuário do Pecém, comunidade pesqueira, impacto antrópico, conflito socioeconômico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Arquivos de Ciências do Mar