O COMPORTAMENTO SOCIOAMBIENTAL DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO SUPERIOR: O CENTRO DE TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

  • Ivan de Oliveira Professor Universitário, Técnico em Assuntos Educacionais da UFC, Veterinário, Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente e Doutorado em Educação
  • Francisco Ernane Abreu Gadelha Servidor da Universidade Federal do Ceará, Aluno do Curso de Especialização em Gestão Universitária da UFC.
  • Luis Parente Maia Professor da Universidade Federal do Ceará, Graduação em Geologia, Especialização em Gestão e Vulnerabilidade Costeira, Mestrado em Geociências e doutorado em Ciências do Mar
  • Maria Oziléa Bezerra Menezes Professora da Universidade Federal do Ceará, Graduação em Geologia,Especialização em Oceanologia, Doutorado em Ciências do Mar e Pós-Doutorado na Ente Per Le NouveTecnologieLenergia e Lambiente
Palavras-chave: Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, gestão socioambiental, recursos naturais, combate ao desperdício.

Resumo

Este artigo aborda a aplicação de conceitos e legislação ambientais, retrata a importância do planejamento para o uso racional dos recursos naturais, e analisa a literatura e as experiências relacionadas com o consumo de água, energia elétrica e papel, e suas consequências oriundas de umacultura do desperdício. Aborda também a pesquisa da gestão ambiental na administração pública e nas instituições federais de ensino superior, e realiza um estudo de caso no Centro de Tecnologia (CT) da Universidade Federal do Ceará (UFC) com ênfase sobre seus processos administrativos, de ensino,pesquisa e extensão. O enfoque metodológico deste trabalho se vale dos tipos de pesquisa bibliográfica, de campo e exploratória. Na pesquisa de campo aplicou-se um questionário, complemento-o com entrevista aos principais gestores, considerada a forma de se por em contato direto com o problema a ser estudado. Ao mesmo tempo, se utiliza a pesquisa exploratória na definição de objetivos e na busca de mais informações sobre o tema em questão. Os resultados supriram as hipóteses, e mostraram que o CT tem características socioambientais mas, a exemplo da UFC, não tem um programa de gestão ambiental estruturado e comete eventuais desperdícios perfeitamente corrigíveis a partir da modernização de seus processos e implementação de campanhas de educação socioambiental. A pesquisa indicou ainda que o CT deve participar da Agenda Ambiental da Administração Pública, instrumento importante para a promoção e melhoria contínua pela avaliação sistemática de suas atividades.
Publicado
2014-07-01
Seção
Artigos originais