DESEMPENHO DO CAMARÃO Litopenaeus vannamei EM SISTEMA SEM RENOVAÇÃO DE ÁGUA, COM DIFERENTES NÍVEIS DE PROTEÍNA BRUTA E ADIÇÃO DE MELAÇO

  • Celicina Maria da Silveira Borges de Aze Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Ricardo Bruno Soares Sales Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Alex Martins Varela de Arruda Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Bruno Rodrigo Simão Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Luis Otavio Brito Instituto Agronômico de Pernambuco
Palavras-chave: desempenho, Litopenaeus vannamei, melaço, proteína.

Resumo

Um experimento foi realizado durante 78 dias para avaliar o efeito do nível de proteína bruta na ração e daadição de melaço, no desempenho produtivo do camarão Litopenaeus vannamei, em sistema sem renovação de água.O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x5 onde o primeiro fator foi o nível deproteína bruta na ração (30% e 35%) e o segundo fator a adição de melaço na água com 5 níveis: sem melaço, melaço parareduzir 100%, 75%, 50% e 25% da amônia total produzida perfazendo 10 tratamentos com 4 repetições. O experimento foiconduzido em laboratório, utilizando tanques de plástico com capacidade de 50 L providas de tampa com tela. As unidadesexperimentais foram abastecidas com 40 L de água de poço e com 10L de água proveniente de tanques de um cultivo decamarão. Os camarões foram estocados numa densidade de 300 camarões.m-3. Pela análise de regressão, observamos que oteor de proteína bruta das rações não interferiu no desempenho dos camarões. Entretanto, a conversão alimentar melhorouna proporção em que os níveis de adição de melaço aumentaram para os dois níveis de proteína bruta testados.

Biografia do Autor

Celicina Maria da Silveira Borges de Aze, Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Departamento de Ciências Animais.
Ricardo Bruno Soares Sales, Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Departamento de Ciências Animais.
Alex Martins Varela de Arruda, Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Departamento de Ciências Animais.
Bruno Rodrigo Simão, Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Departamento de Ciências Animais.
Luis Otavio Brito, Instituto Agronômico de Pernambuco
Instituto Agronômico de Pernambuco, Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural.
Publicado
2013-12-01
Seção
Artigos originais