Teorias de mudança

lógica, processo e uso

  • Rogério Renato Silva
Palavras-chave: teorias de mudança, avaliação, implementação

Resumo

Teorias de mudança têm sido amplamente utilizadas no suporte a processos de formulação, implementação e avaliação de políticas públicas e iniciativas sociais. Para muitos autores, sua efetividade reside na capacidade de tornar explícitas e tecnicamente consistentes as cadeias de resultados das políticas e iniciativas e, neste sentido, fortalecer as relações entre estratégias e impactos, historicamente frágeis dos desenhos estratégicos. Recuperando os processos de construção de 32 teorias de mudança formuladas com o suporte ou facilitação do autor, este artigo analisa os componentes mais frequentes nas teorias de mudança, o uso de pressupostos para sustentar suas cadeias de resultados e os processos dialógicos na base das construções. O artigo conclui que teorias de mudança são capazes de ampliar a qualidade técnica dos desenhos, incrementar processos de implementação, favorecer articulações entre ciência e política e contribuir para a coprodução de políticas e iniciativas relevantes e exitosas.

Biografia do Autor

Rogério Renato Silva

Sócio da Pacto Organizações Regenerativas, cofundador e associado à Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação e editor-chefe da Revista Brasileira de Avaliação.

Publicado
2020-12-30
Seção
Artigos Inéditos