TEORIA DO CAPITAL SOCIAL: UM ESTUDO NO CLUSTER MOVELEIRO DE MARCO (CE)

  • Serafim Firmo de Souza Ferraz
  • Raquel Lorena Gobb
  • Tereza Cristina Batista de Lima
Palavras-chave: Competitividade. Desenvolvimento local. Arranjo produtivo local. Capital social. Cluster moveleiro.

Resumo

O estudo objetivou descrever um arranjo produtivo local – APL, sob a ótica da teoria do capital social, em suas perspectivas cognitiva, relacional e estrutural, para evidenciar capacidades coletivas com o fim de atingir objetivos comuns e produzir riquezas. A pesquisa é qualitativa, descritiva, documental e de campo, na modalidade estudo de caso, tendo como unidade de análise o APL moveleiro de Marco (CE), pela sua longevidade e pelos seus resultados. A coleta de dados se fez em 2008, por meio de 25 entrevistas semiestruturadas com integrantes da cadeia de valor do cluster. A investigação permitiu caracterizar a dinâmica que sustenta o capital social do APL em suas forças, fraquezas e contradições, bem assim as interações subjacentes ao desenvolvimento de competências que favorecem resultados no plano individual, organizacional e comunitário. O estudo também evidenciou a importância da articulação, da mobilização e da organização do fator humano no desenvolvimento individual, institucional e econômico-social de um território.

Biografia do Autor

Serafim Firmo de Souza Ferraz
Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutor em Administração
Raquel Lorena Gobb
Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em Administração
Tereza Cristina Batista de Lima
Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutora em Educação
Publicado
2011-12-30
Como Citar
Ferraz, S. F. de S., Gobb, R. L., & Batista de Lima, T. C. (2011). TEORIA DO CAPITAL SOCIAL: UM ESTUDO NO CLUSTER MOVELEIRO DE MARCO (CE). Contextus – Revista Contemporânea De Economia E Gestão, 9(2), 79-95. https://doi.org/10.19094/contextus.v9i2.32143
Seção
Artigos