CARACTERIZAÇÃO ESTRUTURAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA APLICAÇÃO NO SETOR DE EXTRAÇÃO MINERAL EM MICRORREGIÃO BRASILEIRA

  • Anderson Tiago Peixoto Gonçalves Universidade Federal da Paraíba / Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção
  • Gesinaldo Ataíde Cândido Universidade Federal de Campina Grande
Palavras-chave: Arranjo Produtivo Local. Estrutura de Arranjos Produtivos Locais. Extração Mineral.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura de um Arranjo Produtivo Local (APL), no setor de extração mineral em uma microrregião brasileira, através da: descrição da sua origem; do mapeamento dos agentes produtivos e institucionais envolvidos; da explicitação da sua estrutura, baseada em variáveis relacionadas às economias externas e economias internas; e da identificação do seu estágio de evolução. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva, exploratória, documental, sob a forma de estudo de caso, que utilizou como instrumento de coleta de dados um roteiro de entrevista semiestruturado, aplicado junto a diretores-presidentes de cooperativas de mineração. Os dados foram analisados através da técnica de análise de conteúdo, sob um procedimento fechado e da análise documental. Como principal resultado da pesquisa, concluiu-se que o APL está em transição do estágio embrionário para o de crescimento, pois conforme o Modelo adotado no estudo, a sua estrutura apresenta características de ambos os estágios. O estudo mostra-se relevante por tratar de um tema relacionado às melhorias estratégicas no modo de gerir os negócios, concebidas através da formação de parcerias entre organizações ou relações interorganizacionais de cooperação produtiva, com vistas à obtenção de vantagens competitivas.

Biografia do Autor

Anderson Tiago Peixoto Gonçalves, Universidade Federal da Paraíba / Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção
Graduado em Administração pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2008) e Mestre em Engenharia de Produção também pela UFPB (2013), na área de concentração de Gestão da Produção. Foi Pesquisador do Grupo de Pesquisa Complexidade & Organizações do Departamento de Engenharia de Produção - DEP/UFPB. Possui experiência profissional como Consultor Organizacional Interno no setor industrial. Atualmente, é Professor Substituto na Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA (Campus Mossoró), no Departamento de Ciências Ambientais e Tecnológicas; Professor Assistente do Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ, nos Cursos Superiores de Administração, de Tecnologia em Logística, de Tecnologia em Marketing, e de Engenharia Civil; e Professor do Curso Técnico de Logística da Faculdade Maurício de Nassau. Revisor de Periódicos Nacionais (Revista Gestão & Produção/UFSCar; Revista Produção/USP; Revista Produto & Produção/UFRGS; e Revista Produção e Engenharia/FMEPRO) nas áreas de Engenharia de Produção e Administração. Atua, principalmente, nos seguintes temas: Logística (Logística Empresarial; Gestão da Cadeia de Suprimentos; Logística Reversa; e Custos Logísticos); Estratégias Empresariais e Organizações (Relações Interorganizacionais de Cooperação; Arranjos Produtivos Locais - APLs; e Cooperativismo); e Administração da Produção e Operações.
Gesinaldo Ataíde Cândido, Universidade Federal de Campina Grande
Professor Titular em Administração Geral da UFCG, Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001), Mestrado em Administração pela Universidade Federal da Paraíba (1995) atuando no cursos de graduação em Administração e Engenharia de Produção da UFCG. Professor permanente jjunto ao Programa de Pós-graduação em Recursos Naturais. Líder do GEGIT (Grupo de Estudos em Gestão, Inovação e Tecnologia), cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq. Avaliador de vários periódicos científicos e referee em vários eventos científicos. É autor de vários artigos publicados em periódicos e apresentados em eventos. Atualmente coordena três projetos de pesquisa financiados por órgãos de fomento. Seus atuais temas de pesquisa e linhas de pesquisa de interesse, envolvem: Competitividade Sistêmica e Desenvolvimento Local, Consumo e Sustentabilidade, Desenvolvimento Sustentável e Sistemas de Indicadores de Sustentabilidade, Gestão de Recursos Naturais, Inovação Tecnológica, Tecnologias Sociais.
Publicado
2014-10-24
Seção
Artigos