Fatores determinantes de sucesso: uma análise dos projetos eólicos dos leilões de energia de reserva da ANEEL

Palavras-chave: Projetos de investimentos; Usinas eólicas; Leilões de energia de reserva; Análise dos componentes principais; Sucesso e fracasso.

Resumo

Este estudo estimou os fatores característicos de projetos de usinas eólicas bem-sucedidos, considerando exclusivamente os dados finais dos leilões de energia de reserva. Assim, foram analisados os resultados de 150 empreendimentos ganhadores dos certames ocorridos entre 2011 e 2015. Utilizou-se a ACP para identificação dos fatores que diferenciaram os projetos que se transformaram em usinas daqueles que fracassaram neste intento. Foram calculados os escores para cada projeto analisado, tendo como data de corte o mês de agosto de 2019. Dentre os projetos que tiveram maiores investimentos e se propuseram a gerar mais energia elétrica, 90,91% foram bem-sucedidos. Constatou-se ainda que os percentuais de deságios não tiveram uma relação significativa com o sucesso ou fracasso na transformação dos projetos em usinas.

Biografia do Autor

Antônio Vinícius Silva Caldas, Universidade Federal de Sergipe

Doutor pelo Programa de Pós-Graduação da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (DINTER UFBA/UFS), Mestre em Economia pela Universidade Federal de Sergipe (2011) e Graduação em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (2002). Atualmente é professor da Universidade Federal de Sergipe do Curso de Administração - Campus Professor Alberto Carvalho. Tem experiência na área de Administração de Empresas, com ênfase em: Criação de Valor; Custo de Capital; Valuation; Capital de Giro; Custos. 

Antônio Francisco de Almeida da Silva Júnior, Universidade Federal da Bahia

Pós-doutorado como Pesquisador visitante na New York University 2015-2016 (Finance and Risk Engineering Department). Doutor em Engenharia Aeronáutica e Mecânica, em 2006, pelo departamento de Engenharia de Produção, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), com tese em intervenções cambiais em crises financeiras. Graduado em 1988 em Engenharia Química, concluiu mestrado em Engenharia, em 1998, com dissertação na área de Automação de Processos Industriais, e mestrado em Administração, em 2000, com dissertação na área de gerenciamento de risco de mercado, pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Trabalha no Banco Central do Brasil na área de gestão de riscos, é professor adjunto na faculdade de Administração da UFBA, atua como professor participante do Programa de Pós-graduação em Engenharia Industrial, da UFBA, e é professor permanente do Núcleo de Pós-graduação em Administração NPGA-UFBA. Seus trabalhos acadêmicos estão orientados para a gestão de riscos e decisões de investimento.

Referências

Agaton, C. B., & Karl, H. (2018). A real options approach to renewable electricity generation in the Philippines. Energy, Sustainability and Society, 8(1), 1. http://dx.doi.org/10.1186/s13705-017-0143-y

Agência Nacional de Energia Elétrica. (2019). Informações do setor elétrico. http://www.aneel.gov.br

Amarante, O. A., Brower, M., & Zack, J. (2001). Atlas do potencial eólico brasileiro. Brasília: Ministerio de Minas e Energia.

Assaf, A., Neto. (2014). Dividendos distribuídos no Brasil e no setor de energia elétrica. http://institutoassaf.com.br/wp-content/uploads/2019/07/ANALISE_DIV_DIST_2014.pdf

Atalay, Y., Kalfagianni, A., & Pattberg, P. (2017). Renewable energy support mechanisms in the Gulf Cooperation Council states: Analyzing the feasibility of feed-in tariffs and auction mechanisms. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 72, 723-733. http://dx.doi.org/10.1016/j.rser.2017.01.103

Azuela, G. E., & Barroso, L. A. (2012). Design and performance of policy instruments to promote the development of renewable energy: emerging experience in selected developing countries. The World Bank. https://openknowledge.worldbank.org/bitstream/handle/10986/9379/709090PUB0EPI0067869B09780821396025.pdf?sequence=1

Bayer, B., Berthold, L., & de Freitas, B. M. R. (2018). The Brazilian experience with auctions for wind power: An assessment of project delays and potential mitigation measures. Energy policy, 122, 97-117. http://dx.doi.org/10.1016/j.enpol.2018.07.004

Bello, A. O., Oguntolu, F. A., Adetutu, O. M., & Ojedokun, J. P. (2016). Application of Bootstrap Re-sampling Method to a Categorical Data of HIV/AIDS Spread across different Social-Economic Classes. arXiv preprint arXiv:1609.07806. http://dx.doi.org/10.5923/j.statistics.20150504.04

Bondarik, R., Pilatti, L. A., & Horst, D. J. (2018). Uma visão geral sobre o potencial de geração de energias renováveis no brasil. Interciencia, 43(10), 680-688. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=33957861002

Bradshaw, A. (2018). Electricity Market Reforms and Renewable Energy: The Case of Wind and Solar in Brazil. Thesis (Doctor of Philosophy). Columbia University, Columbia, United States. https://academiccommons.columbia.edu/doi/10.7916/D8GB3MQT

Brandão, L. E., Dyer, J. S., & Hahn, W. J. (2012). Volatility estimation for stochastic project value models. European Journal of Operational Research, 220(3), 642-648. http://dx.doi.org/10.1016/j.ejor.2012.01.059/

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. (2015). Infoleilão. 8º Leilão de Energia de Reserva. n. 16. 18 nov. 2015. Recuperado de http://www.ccee.org.br/portal/faces/pages_publico/o-que-fazemos/infomercado?showFlag=F&_afrLoop=619053533003802

Campos, F. L. S., Ramos, F. L, & Azevedo, B. M. (2016). Análise de viabilidade econômica regulatória à criação de cooperativa de consumo de energia elétrica: o caso do setor elétrico brasileiro na segunda década do século XXI. Revista Produção Online, 16(3), 966-987. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v16i3.2305

Carmo, C. R. S., Lima, A. D., Nunes, J. G. S., & Saad, A. L. M. (2018). Uma análise acerca do perfil dos leilões de energia elétrica realizados em ambiente de contratação regulada de 2005 a 2016. Revista de Auditoria Governança e Contabilidade, 6 (23), 73-84. http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/ragc/issue/view/91

Castro, R. D. (2015). Energia solar térmica e fotovoltaica em residências: estudo comparativo em diversas localidades do Brasil. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Sistemas Energéticos) – Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Sistemas Energéticos. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, Brasil. http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/265829

Convênio ICMS 109, de 21 de outubro de 2014. Autoriza os Estados que menciona a conceder diferimento do ICMS devido nas operações com máquinas, equipamentos e materiais destinados à captação, geração e transmissão de energia elétrica ou eólica incorporados ao ativo imobilizado de estabelecimentos geradores de energia solar ou eólica. Recuperado de https://www.confaz.fazenda.gov.br/legislacao/convenios/2014/CV109_14

Cuervo, F. I., & Botero, S. B. (2016). Wind power reliability valuation in a Hydro-Dominated power market: The Colombian case. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 57, 1359-1372. http://dx.doi.org10.1016/j.rser.2015.12.159/

Decreto n. 6.353, de 16 de janeiro de 2008. Regulamenta a contratação de energia de reserva. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Decreto/D6353.htm

Del Río, P., & Linares, P. (2014). Back to the future? Rethinking auctions for renewable electricity support. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 35, 42-56. http://dx.doi.org/10.1016/j.rser.2014.03.03

Empresa de Pesquisas Energéticas. (2017). Plano nacional de expansão de energia elétrica 2026. http://www.epe.gov.br/pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/plano-decenal-de-expansao-de-energia-pde

Ferreira, H. L., Patah, L. A., & Faria, R. M. (2017). Winner´s curse: evidências da maldição do vencedor entre empreendimentos eólicos e fotovoltaicos vencedores do 8º leilão de energia de reserva. Anais do Simpósio Internacional de Gestão de Projetos, Inovação e Sustentabilidade, São Paulo, São Paulo, Brasil. https://www.researchgate.net/profile/Heitor_Ferreira2/publication/321003264_WINNER%27S_CURSE_EVIDENCIAS_DA_MALDICAO_DO_VENCEDOR_ENTRE_EMPREENDIMENTO_EOLICOS_E_FOTOVOLTAICOS_VENCEDORES_DO_8_LEILAO_DE_ENERGIA_RESERVA/links/5a0670884585157013a3c252/WINNERS-CURSE-EVIDENCIAS-DA-MALDICAO-DO-VENCEDOR-ENTRE-EMPREENDIMENTO-EOLICOS-E-FOTOVOLTAICOS-VENCEDORES-DO-8-LEILAO-DE-ENERGIA-RESERVA.pdf

Fontanet, F.A. (2012) Avaliação de uma opção de espera de um parque eólico pelo método das opções reais. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=22813@1

González, A., Riba, J. R., Rius, A., & Puig, R. (2015). Optimal sizing of a hybrid grid-connected photovoltaic and wind power system. Applied Energy, 154, 752-762. http://dx.doi.org/10.1016/j.apenergy.2015.04.105

Hair, J. F., Jr., Black, W.C., Babin, B.J., & Anderson, R. E. (2010). Multivariate Data Analysis. New Jersey: Pearson Prentice Hall.

Hochberg, M., & Poudineh, R. (2018). Renewable Auction Design in Theory and Practice: Lessons from the Experience of Brazil and Mexico. Oxford: Oxford Institute for Energy Studies.

Hongyu, K., Sandanielo, V. L. M., & Oliveira, G. J., Júnior. (2016). Análise de componentes principais: resumo teórico, aplicação e interpretação. E&S Engineering and Science, 5(1), 83-90. http://dx.doi.org/10.18607/ES20165053

Jolliffe, I. T., & Cadima, J. (2016). Principal component analysis: a review and recent developments. Philosophical Transactions of the Royal Society A: Mathematical, Physical and Engineering Sciences, 374(2065), 20150202. http://dx.doi.org/10.1098/rsta.2015.0202

Kaiser, H. F. (1974). An index of factorial simplicity. Psychometrika, 39(1), 31-36. https://link.springer.com/article/10.1007/BF02291575

Ketsiri, K. (2012). Weather exposure and market price of weather risk. Thesis (Doctorate Degree´s in Philosophy in Finance). University of Exeter, United King. https://eric.exeter.ac.uk/repository/handle/10036/3904

Khanna, D., Sahu, R., Baths, V., & Deshpande, B. (2015). Comparative study of classification techniques (SVM, logistic regression and neural networks) to predict the prevalence of heart disease. International Journal of Machine Learning and Computing, 5(5), 414. http://dx.doi.org/10.7763/IJMLC.2015.V5.544

Kim, D., Chi, S., & Kim, J. (2018). Selecting network-level project sections for sustainable pavement management in Texas. Sustainability, 10(3), 686. http://dx.doi.org/10.3390/su10030686.

Klieštik, T., Kočišová, K., & Mišanková, M. (2015). Logit and probit model used for prediction of financial health of company. Procedia economics and finance, 23, 850-855. http://dx.doi.org/ 10.1016/S2212-5671(15)00485-2

Kreiss, J., Ehrhart, K. M., & Haufe, M. C. (2017). Appropriate design of auctions for renewable energy support–Prequalifications and penalties. Energy Policy, 101, 512-520. http://dx.doi.org/ 10.1016/j.enpol.2016.11.007

Kuhn, M., & Johnson, K. (2013). Applied predictive modeling (Vol. 26). New York: Springer.

Lai, K. H., Cheng, T. E., & Yeung, A. C. (2004). An empirical taxonomy for logistics service providers. Maritime Economics & Logistics, 6(3), 199-219. http://dx.doi.org/ 10.1057/palgrave.mel.9100109

Lakatos, E. M, & Marconi, M. A. (2010). Fundamentos de metodologia científica: Técnicas de pesquisa. 7. ed. São Paulo: Atlas.

Lee, G. (Ed.). (2014). E-Commerce, E-Business and E-Service. Boca Raton: CRC Press.

Lei n. 11.488, de 15 de junho de 2007. Cria o regime especial de incentivos para o desenvolvimento da infra-estrutura-REIDI. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11488.htm

Lei n. 12.783, de 11 de janeiro de 2013. Dispõe sobre as concessões de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e dá outras providências. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12783.htm

Lindemeyer, R. M. (2018). Aplicação da teoria de opções reais na avaliação de um complexo eólico. Dissertação (Mestrado em Economia). Escola de Economia de São Paulo. Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, São Paulo, Brasil. https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/24787

Maskey, R., Fei, J., & Nguyen, H. O. (2018). Use of exploratory factor analysis in maritime research. The Asian journal of shipping and logistics, 34(2), 91-111. http://dx.doi.org/ 10.1016/j.ajsl.2018.06.006

McFadden, D. (1977). Quantitative methods for analyzing travel behavior of individuals: some recent developments. Berkeley: Cowles Foundation Discussion Papers 474, Cowles Foundation for Research in Economics, Yale University. https://ideas.repec.org/p/cwl/cwldpp/474.html

Monteiro, N. D. S. C., Monteiro, R. A. B., Mariano, J. D. A., Urbanetz, J., Jr., & Romano, C. A. (2017). Brazil Market Outlook for Photovoltaic Solar Energy: A Survey Study. Current Journal of Applied Science and Technology, 1-11. http://dx.doi.org/ 10.9734/BJAST/2017/33408

Naik, G. R. (2017). Advances in Principal Component Analysis: Research and Development. Zug: Springer.

Nakabayashi, R. K. (2014). Microgeração fotovoltaica no Brasil: condições atuais e perspectivas futuras. Dissertação (Mestrado em Energia) - Instituto de Energia e Ambiente, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil, 2014. https://teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106131/tde-26012015-141237/en.php

Nascimento, R. L. (2017). Energia solar no Brasil: situação e perspectivas. http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/32259

Oliveira, E. M, & Oliveira, F. L. C. (2017). Padrões de variabilidade em vazões afluentes a usinas hidrelétricas e associações com massas de ar. Cadernos do IME-Série Estatística, 43(1), 18-38. http://dx.doi.org/10.12957/cadest.2017.31363

Operador Nacional do Sistema do Sistema Elétrico. (2019). Boletim mensal de geração de energia. http://www.ons.org.br/Paginas/busca.aspx?k=boletim.

Pereira, F. P., Jr. (2018). Teoria das opções reais para avaliar investimento sem disposição de rejeitos com menor impacto socioambiental: uma análise comparativa com a metodologia do fluxo de caixa descontado na Samarco Minerado S/A. Dissertação (Mestrado em Administração). Fundação Dom Cabral, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. http://acervo.ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Disserta%C3%A7%C3%B5es%20FDC/MPA%202018/Disserta%C3%A7%C3%A3o%20Francisco%20de%20Paula%20Pereira%20Junior.pdf

Pinto, L. I. C., Martins, F. R., & Pereira, E. B. (2017). O mercado brasileiro da energia eólica, impactos sociais e ambientais. Ambiente & Água-An Interdisciplinary Journal of Applied Science, 12(6), 1082-1100. http://dx.doi.org/ 10.4136/1980-993X

Pitombo, J. P. (2019). Nove anos após leilão, torres eólicas estão abandonadas na Bahia. Jornal Folha de São Paulo. https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/10/nove-anos-apos-leilao-torres-eolicas-estao-abandonadas-na-bahia.shtml

Resolução Normativa nº 608, de 25 de março de 2014. Aprova o Submódulo 12.3 dos procedimentos de regularização tarifária-PRORET, e dá outras providências. Recuperado de http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/audiencia/arquivo/2014/002/resultado/resolucao_normativa_n%C2%BA_608,_de_25_de_marco_de_2014..pdf

Resolução Normativa nº 780, de 25 de julho de 2017. Estabelece critérios para o Operador Nacional do Sistema desempenhar as atividades de gestão orçamentária, e dá outras providências. Recuperado de http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/audiencia/dspListaResultado.cfm?attAnoAud=2013&attIdeAud=753&attAnoFasAud=2013&id_area=13

Ribeiro, S. S., & Silva, A. F. A., Jr. (2016). Avaliação de Políticas Promovidas pela ANEEL para Incentivo da Geração de Energia Elétrica por Fonte Solar. Anais do Encontro da Associação dos Programas de pós-Graduação em Administração. Costa do Sauipe, Bahia, Brasil. https://www.researchgate.net/publication/308796506_Avaliacao_de_Politicas_Promovidas_pela_ANEEL_para_Incentivo_da_Geracao_de_Energia_Eletrica_por_Fonte_Solar

Rodrigues, L. B., Perobelli, F. F. C., & Vasconcelos, S. (2017). Geração de energia eólica no Brasil: um investimento viável?. Revista Brasileira de Economia de Empresas, 17(2). https://portalrevistas.ucb.br/index.php/rbee/article/view/8196

Rossi, R. G. (2017). Análise dos componentes principais em Data Warehouses. Dissertação (Mestrado em Ciências). Instituto de Matemática e Estatística. Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil. https://teses.usp.br/teses/disponiveis/45/45134/tde-07012018-182730/publico/mestrado.pdf

Sawin, J. (2017). Renewable energy policy network for the 21st century renewables 2017 global status report. REN21 Secretariat: Paris, France, 1-302. http://gesel.ie.ufrj.br/app/webroot/files/IFES/BV/ren213.pdf

Silva, A. F. A., Jr., & Ribeiro, S. S. (2016). Avaliação de Leilões de Energia Solar Utilizando Opções Reais. Anais do Congresso Brasileiro de Planejamento Estratégico – CBPE, Gramado, Rio Grande do Sul, Brasil, 10. https://www.researchgate.net/publication/308796830_Avaliacao_de_Leiloes_de_Energia_Solar_Utilizando_Opcoes_Reais

Silva, A. F. A., Jr., Ribeiro, S. S., & Quintella, V. M. (2018). Evaluation of Brazilian Auctions for Photovoltaic Projects Using Traditional and Real Option Approaches. SSRN Electronic Journal. http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3131964

Soares, T. M. C., & Campos, C. P. (2018). Energia eólica na Bahia: Seus parques e sua contribuição para a matriz energética do estado. Cadernos de Prospecção, 11(5), 1318. http://dx.doi.org/ 10.9771/cp.v12i5.27396

Spratt, H., Ju, H., & Brasier, A. R. (2013). A structured approach to predictive modeling of a two-class problem using multidimensional data sets. Methods, 61(1), 73-85. http://dx.doi.org/ 10.1016/j.ymeth.2013.01.002

Sur, P., & Candès, E. J. (2018). A modern maximum-likelihood theory for high-dimensional logistic regression. arXiv preprint arXiv:1803.06964. http://dx.doi.org/10.1073/pnas.1810420116

Torinelli, V. H., Silva, A. F.A. Jr., & Andrade, J. C. S. (2018). Wind power energy in Brazil: public financing and future perspectives. Latin American Journal of Management for Sustainable Development, 4(1), 41-54. https://www.researchgate.net/profile/Jose_Andrade52/publication/324845781_Wind_power_energy_in_Brazil_public_financing_and_future_perspectives/links/5bcf1203299bf1a43d9a790a/Wind-power-energy-in-Brazil-public-financing-and-future-perspectives.pdf

Vargas, A., Saavedra, O. R., Samper, M. E., Rivera, S., & Rodriguez, R. (2016). Latin american energy markets: Investment opportunities in nonconventional renewables. IEEE Power and Energy Magazine, 14(5), 38-47. http://dx.doi.org/10.1109/MPE.2016.2573862

Viana, A. G. (2018). Leilões como mecanismo alocativo para um novo desenho de mercado no Brasil. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3143/tde-06042018-082743/pt-br.php

Zabaloy, M. F., & Guzowski, C. (2018). Energy transition policy from fossil fuels to renewable energy: the case of Argentina, Brazil and Uruguay in 1970-2016 period. Economía Coyuntural, 3, 02. https://www.researchgate.net/publication/334170790_ENERGY_TRANSITION_POLICY_FROM_FOSSIL_FUELS_TO_RENEWABLE_ENERGY_THE_CASE_OF_ARGENTINA_BRAZIL_AND_URUGUAY_IN_19702016_PERIOD

Publicado
2020-02-27
Como Citar
Caldas, A. V. S., & Silva Junior, A. F. de A. da. (2020). Fatores determinantes de sucesso: uma análise dos projetos eólicos dos leilões de energia de reserva da ANEEL. Contextus – Revista Contemporânea De Economia E Gestão, 18, 1-13. https://doi.org/10.19094/contextus.2020.42457
Seção
Artigos