TEORIA DOS STAKEHOLDERS: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DE SUA PRODUÇÃO ACADÊMICA DIVULGADA NOS PERIÓDICOS NACIONAIS DE 1999 A 2013

  • Henrique César Melo Ribeiro Universidade Nove de Julho (Uninove) - São Paulo
Palavras-chave: Bibliometria. Periódicos nacionais. Produção acadêmica. Rede social. Teoria dos stakeholders.

Resumo

O objetivo deste estudo foi mapear a produção acadêmica do tema Teoria dos Stakeholders de 1999 a 2013, nos periódicos nacionais das áreas de Administração, Contabilidade e Turismo. Metodologicamente, foi uma pesquisa documental, bibliométrica e de rede social. Foram identificados 54 artigos sobre o tema ora investigado. Os principais resultados foram: evolução do tema em definitivo a partir de 2010; os periódicos, RIAE, RCA, Pretexto e RAC, se destacaram na publicação dos artigos sobre a Teoria dos Stakeholders. Houve predominância de artigos publicados em parceria; os autores Costa e Gomes foram os mais profícuos. No que se refere as IESs, as mais produtivas foram: USP, Uninove e Univali. Em relação às referências, o autor Freeman, foi o mais citado, em especial com sua obra “strategic management: a stakeholder approach”. E os temas mais vistos nos 54 manuscritos publicados foram: Gestão Pública, Responsabilidade Social, Turismo, Gestão Ambiental, Ética e Governança Corporativa.

 

Biografia do Autor

Henrique César Melo Ribeiro, Universidade Nove de Julho (Uninove) - São Paulo
Doutor em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho

Referências

ALBUQUERQUE FILHO, J. B.; MACHADO-DA-SILVA, C. L. Práticas organizacionais e estrutura de relações no campo do desenvolvimento metropolitano. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 4, p. 626-646, 2009.

ARGANDOÑA, A. The stakeholder theory and the common good. Journal of Business Ethics, v. 17, n. 9, p. 1093-1102, 1998.

BEUREN, I. M.; SOUZA, J. C. de. Em busca de um delineamento de proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 46, p. 44-58, 2008.

BEUREN, I. M.; DA SILVA, M. Z. Características bibliométricas dos artigos sobre gestão hospitalar publicados em periódicos de alto impacto. Revista Cubana de Información en Ciencias de la Salud, v. 25, n. 1, p. 36-65, 2014.

BOAVENTURA, J. M. G.; CARDOSO, F. R.; SILVA, E. S. da; SILVA, R. S. da. Teoria dos stakeholders e teoria da firma: um estudo sobre a hierarquização das funções-objetivo em empresas brasileiras. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 11, n. 32, p. 289-307, 2009.

CAMPOS, T. L. C. Políticas para stakeholders: um objetivo ou uma estratégia organizacional? Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n. 4, p. 111-130, 2006.

CLARKSON, M. A stakeholder framework for analyzing and evaluating corporate social performance. Academy of Management Review, v. 20, n. 1, p. 92-117, 1995.

COLE, C. R.; HE, E.; MCCULLOUGH, K. A.; SEMYKINA, A.; SOMMER, D. W. An empirical examination of stakeholder groups as monitoring sources in corporate governance. Journal of Risk and Insurance, v. 78, n. 3, p. 703-730, 2011.

CORRÊA, V. S.; VALE, G. M. V. Redes sociais, perfil empreendedor e trajetórias. Revista de Administração da USP, v. 49, n. 1, p. 77-88, 2014.

CRUZ, A. P. C. da; ESPEJO, M. M. dos S. B.; COSTA, F.; ALMEIDA, L. B. de. Perfil das redes de cooperação científica: congresso USP de controladoria e contabilidade - 2001 a 2009. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 55, p. 64-87, 2011.

DONALDSON, T.; PRESTON, L. The stakeholder theory of the corporation: concepts, evidence and implications. Academy of Management Review, v. 20, n. 1, p. 65-91, 1995.

DUCCI, N. P. C.; TEIXEIRA, R. M. As redes sociais dos empreendedores na formação do capital social: um estudo de casos múltiplos em municípios do norte pioneiro no estado do Paraná. Cadernos EBAPE.BR, v. 9, n. 4, p. 967-997, 2011.

FARIA, A.; SAUERBRONN, F. F. A responsabilidade social é uma questão de estratégia? Uma abordagem crítica. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 1, p. 07-33, 2008.

FASSIN, Y. A dynamic perspective in Freeman’s stakeholder model. Journal of Business Ethics, v. 96, p. 39-49, 2010.

FASSIN, Y. Imperfections and shortcomings of the stakeholder model´s graphical representation. Journal of Business Ethics, v. 80, p. 879-888, 2008.

FASSIN, Y.; ROSSEM, A. V. Corporate governance in the debate on CSR and ethics: sensemaking of social issues in management by authorities and CEOs. Corporate Governance: An International Review, v. 17, n. 5, p. 573-593, 2009.

FASSIN, Y. Stakeholder management, reciprocity and stakeholder responsibility. Journal of Business Ethics, v. 109, n. 1, p. 83-96, 2012.

FERREIRA, A. G. C. Bibliometria na avaliação de periódicos científicos. DataGramaZero-Revista de Ciência da Informação, v. 11, n. 3, p. 1-9, 2010.

FREEMAN, R. E.; REED, D. L. Stockholders and stakeholders: a new perspective on corporate governance. California Management Review, v. 3, n. 25, p. 88-106, 1983.

FREEMAN, R. E.; MCVEA, J. A stakeholder approach to strategic management. In M. A. Hitt, E. Freeman, & J. S. Harinson (Eds.), The Blackwell handbook of strategic management (p. 189-207). Oxford: Blackwell Publishing, 2006.

FREEMAN, R. E. Strategic management: a stakeholder approach. Massachusetts: Pitman, 1984.

FRIEDMAN, A. L.; MILES, S. Developing stakeholders theory. Journal of Management Studies, v. 39, n. 1, p. 1-21, 2002.

FROOMAN, J. Stakeholder influence strategies. Academy of Management Review, v. 24, n. 2, p. 191-205, 1999.

GOMES, R. C. Who are the relevant stakeholders to the local government context? empirical evidences on environmental influences in the decision-making process of english local authorities. Brazilian Administration Review, v. 1, n. 1, p. 34-52, 2004.

HEATH, J.; NORMAN, W. Stakeholder theory, corporate governance and public management: what can the history of state-run enterprises teach us in the post-Enron era? Journal of Business Ethics, v. 53, n. 3, p. 247-265, 2004.

JANSSON, E. The stakeholder model: the influence of the ownership and governance structures. Journal of Business Ethics, v. 56, p. 1-13, 2005.

LAPLUME, A. O.; SONPAR, K.; LITZ, R. A. Stakeholder theory: reviewing a theory that moves us. Journal of Management, v. 34, n. 6, p. 1152-1189, 2009.

LEITE FILHO, G. A. Padrőes de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. Revista de Administração Contemporânea, v. 12, n. 2, p. 533-554, 2008.

MACIEL, C. O.; CAMARGO, C. Overqualification at work and its influence on attitudes and behaviors. Revista de Administração Contemporânea, v. 17, n. 2, p. 218-238, 2013.

MAINARDES, E. W.; ALVES, H.; RAPOSO, M. Stakeholder theory: issues to resolve. Management Decision, v. 49, n. 2, p. 226-252, 2011.

MARTINS, G. S.; ROSSONI, L.; CSILLAG, J. M.; MARTINS, M. E.; PEREIRA, S. C. F. Gestão de operações no Brasil: uma análise do campo científico a partir da rede social de pesquisadores. RAE eletrônica, v. 9, n. 2, p. 1-26, 2010.

MELLO, C. M. de; CRUBELLATE, J. M.; ROSSONI, L. Dinâmica de relacionamento e prováveis respostas estratégicas de programas brasileiros de pós-graduação em administração à avaliação da Capes: proposições institucionais a partir da análise de redes de coautorias. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 3, p. 434-457, 2010.

MITCHELL, R. K.; AGLE, B. R.; WOOD, D. J. Toward a theory of stakeholder identification and salience: defining the principle of who and what really counts. Academy of Management Review, v. 22, n. 4, p. 853-886, 1997.

NERUR, S. P.; RASHEED, A. A.; NATARAJAN, V. The intellectual structure of the strategic management field: an author co-citation analysis. Strategic Management Journal, v. 29, p. 319-336, 2008.

ORTS, E. W.; STRUDLER, A. Putting a stake in stakeholder theory. Journal of Business Ethics, v. 88, p. 605-615, 2009.

PACHECO, R. C. dos S.; KERN, V. M. Uma ontologia comum para a integração de bases de informações e conhecimento sobre ciência e tecnologia. Ciência da Informação, v. 30, n. 3, p. 56-63, 2001.

RAMOS-RODRÍGUEZ, A. R.; RUÍZ-NAVARRO, J. Changes in the intellectual structure of strategic management research: a bibliometric study of the strategic management journal, 1980-2000. Strategic Management Journal, v. 25, p. 981-1004, 2004.

RIBEIRO, H. C. M. Corporate governance versus corporate governance: an international review: uma análise comparativa da produção acadêmica do tema governança corporativa. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 11, n. 23, p. 95-116, 2014.

RIBEIRO, H. C. M.; COSTA, B. K.; FERREIRA, M. A. S. P. V.; SERRA, B. P. de C. Produção científica sobre os temas governança corporativa e stakeholders em periódicos internacionais. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 17, n. 1, p. 95-114, 2014.

RIBEIRO, H. C. M.; MURITIBA, S. N.; MURITIBA, P. M.; DOMINGUES, L. M. Entender para progredir: análise da pesquisa em governança corporativa no Brasil. Gestão Contemporânea, v. 9, n. 12, p. 11-42, 2012.

RODRIGUEZ-DOMINGUEZ, L.; GALLEGO-ALVAREZ, I.; GARCIA-SANCHEZ, I. M. Corporate governance and codes of ethics. Journal of Business Ethics, v. 90, p. 187-202, 2009.

ROSSONI, L.; GUARIDO FILHO, E. R. Cooperação entre programas de pós-graduação em Administração no Brasil: evidências estruturais em quatro áreas temáticas. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 3, p. 366-390, 2009.

ROSSONI, L.; HOCAYEN-DA-SILVA, A. J.; FERREIRA JÚNIOR, I. Aspectos estruturais da cooperação entre pesquisadores no campo de Administração Pública e Gestão Social: análise das redes entre instituições no Brasil. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 6, p. 1041-1067, 2008.

ROWLEY, T. J. Moving beyond dyadic ties: a network theory of stakeholder influences. Academy of Management Review, v. 22, n. 4, p. 887-910, 1997.

SCHIAVONI, P. M. de B.; MORAES, M. C. B.; CASTRO, A. C. de; SANTOS, J. N. Stakeholders: principais abordagens. Revista de Ciência da Administração, v. 15, n. 37, p. 187-197, 2013.

SCHRÖDER, L., & BANDEIRA-DE-MELLO, R. Relacionamento entre empresa e stakeholders: um estudo de caso no setor eletroeletrônico. Revista de Administração e Inovação, v. 8, n. 1, p. 148-168, 2011.

SUNDARAM, A. K.; INKPEN, A. C. Stakeholder theory and "the corporate objective revisited": A reply. Organization Science, v. 15, n. 3, p. 370-371, 2004.

SZABO, V.; COSTA, B. K.; RIBEIRO, H. C. M. Stakeholders e sustentabilidade: produção científica internacional e nacional entre 1998 e 2011. Revista Brasileira de Estratégia, v. 7, n. 2, p. 174-190, 2014.

VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

VIEIRA, S. F. A.; COSTA, B. K.; CINTRA, R. F. Stakeholders Analysis: Um novo campo de pesquisa no turismo. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, v. 6, n. 2, p. 147-159, 2012.

XAVIER, W. G. Resenha de "Lições da Índia: um caminho replicável?" de Peter Cappelli, Harbir Singh, Jitendra Singh e Michael Useem. RAE-eletrônica, v. 9, n. 2, 2010.

Publicado
2016-06-23
Como Citar
Ribeiro, H. C. M. (2016). TEORIA DOS STAKEHOLDERS: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DE SUA PRODUÇÃO ACADÊMICA DIVULGADA NOS PERIÓDICOS NACIONAIS DE 1999 A 2013. Contextus – Revista Contemporânea De Economia E Gestão, 14(1), 163-192. https://doi.org/10.19094/contextus.v14i1.810
Seção
Artigos