NIETZSCHE, O INTEMPESTIVO: SOBRE OS EXCESSOS DA HISTÓRIA CIENTÍFICA E O NÃO-HISTÓRICO

Raylane Marques Sousa, Eduardo F. Chagas

Resumo


Nietzsche critica os excessos da história, mas, ao mesmo tempo, defende que a vida tem necessidade dos seus serviços. O que dizer sobre aquilo que é, ao mesmo tempo, prejudicial à vida, um entrave para seu desenvolvimento e a grande conquista dos modernos? Devemos compreender esta ambiguidade a partir dos excessos da própria história ou da sua utilidade enquanto saber não-histórico para a vida? Para respondermos a essas questões, o presente artigo investigará a relação pertinente entre a história cujo saber resulta de uma elaboração científica e a história não-histórica, que pode ser entendida como não-historiográfica e suas exigências.

Palavras-chave: Nietzsche. História científica. História não-histórica/não-historiográfica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2317-2010

Indexadores:

Portal de Periódicos da UFC

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER

Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Cientificas de America Latina, Caribe, España y Portugal - LATINDEX

CNEN Revista de Livre Acesso - LivRe

Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - CLASE

Elektronische Zeitschriftenbibliothek - EZ3

Information Matrix for the Analysis of Journals - MIAR

European Reference Index for the Humanities and Social Sciences - ERIHPLUS

Academic Resource Index – Research Bible

Sumários de Revistas Brasileiras – Sumários.org

Academic Keys Humanities - Professional and Technical Journals

OAJI.net – Open Academic Journals Index

Beluga

WorldCat OCLC

SIS – Scientific Indexing Services

InfoBase Index

 

 

 

Editor-Arte (Logotipo e Capa): Prof. Msc.. Albertino Servulo