AS RELIGIÕES COMO FORCES PROFONDES NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Evanildo Costeski

Resumo


No presente texto, utilizamos o conceito de forces profondes, desenvolvido pelo historiador francês Pierre Renouvin (1893-1974), para falar da influência das religiões nas Relações Internacionais. É verdade que Renouvin considerava ser praticamente impossível compreender historicamente o sagrado religioso. Todavia, como salientou Robert Frank (1944 -), ao se falar da religião, não se deve focar apenas no aspecto transcendental da fé. A religião faz parte da cultura humana e, como tal, não pode ser desprezada pelo historiador das Relações Internacionais. O conceito de force profonde pode representar a religião de forma positiva ou negativa. Na presente análise, buscaremos salientar os valores positivos e universais das religiões.

Palavras-chave


Religião; Política; Relações Internacionais

Texto completo:

PDF

Referências


CORALLUZZO, V. OZZANO, L. (Orgs). Religioni tra pace e guerra. Il Sacro nelle relazioni internazionali del XXI secolo. Milão: UTET Università, 2012.

DUROSELLE, J-B. Todo império perecerá. Teoria das Relações Internacionales. Brasília: Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2000.

DUROSELLE, J-B. Les Débuts du catholicisme social em France (1822 1870). Paris: Presses Universitaires de France, 1951.

FRANK, R. Pour l’histoire des relations internationales. Paris: Presses Universitaires de France, 2012.

FRANK, R. Religion (s): enjeux internationaux et diplomatie religieuse. In:

FRANK, R. Pour l’histoire des relations internationales. Paris: Presses Universitaires de France, 2012, p. 407-435.

FOX, J. Religion et relations internationales: perceptions et réalités. In: Politique étrangère, 2006/4, p. 1059-1071.

HATZOPOULOS, P.; PETITO, F. (Orgs). Ritorno all’esilio. La religione nelle relazione internazionale. Milão: Vita e Pensiero, 2006.

HUNTINGTON, S. P. O choque das Civilizações e a mudança na Ordem Mundial. Lisboa: Gradiva, 2009.

KUBÁLKOVÁ, V. Verso una Teologia Politica Internazionale. In: HATZOPOULOS, P.; PETITO, F. Ritorno all’esilio. La religione nelle relazione internazionale. Milão: Vita e Pensiero, 2006, p. 99-133).

RENOUVIN, P. La crise européenne et la primière guerre mondiale. Paris: Presses Universitaires de France, 1948.

RENOUVIN, P.; DUROSELLE, J-B. Introduction à l’histoire des relations internationales. Paris: Armand Colin, 1991.

THOMAS, S. M. Prendere sul serio il pluralismo religioso e culturale. In: HATZOPOULOS, P.; PETITO, F. Ritorno all’esilio. La religione nelle relazione internazionale. Milão: Vita e Pensiero, 2006, p. 31-69.

VIGEZZI, B. “Teóricos” e “historiadores” das relações internacionais. In: DUROSELLE, J-B. Todo império perecerá. Teoria das Relações Internacionales. Brasília: Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2000, p. 461-483.

WEIL, E. Religion et politique. In: Cahiers Eric Weil IV. Lille: Presses Universitaires de Lille, 1993. 103-114.




DOI: http://dx.doi.org/10.30611/2017n11id31015

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2317-2010

Indexadores:


Portal de Periódicos da UFC

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER

Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Cientificas de America Latina, Caribe, España y Portugal - LATINDEX

CNEN Revista de Livre Acesso - LivRe

Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - CLASE

Elektronische Zeitschriftenbibliothek - EZ3

Information Matrix for the Analysis of Journals - MIAR

European Reference Index for the Humanities and Social Sciences - ERIHPLUS

Academic Resource Index – Research Bible

Sumários de Revistas Brasileiras – Sumários.org

Academic Keys Humanities - Professional and Technical Journals

OAJI.net – Open Academic Journals Index

Beluga

WorldCat OCLC

SIS – Scientific Indexing Services

InfoBase Index

Portal de Periódicos CAPES

Biblat - Bibliografía Latinoamericana

Diadorim