A TEORIA CRÍTICA DE KARL MARX NAS PERSPECTIVAS DE THEODOR ADORNO E ENRIQUE DUSSEL

Rosalvo Schütz

Resumo


 Mesmo tendo sido a teoria de Hegel muito fecunda para Marx, o caráter crítico do pensamento de Marx se deve mais a sua capacidade de pensar à contrapelo de Hegel. Marx não se contenta em descrever certa realidade a partir de um princípio: busca evidenciar as possibilidades objetivas existentes, mas bloqueadas e não tematizáveis a partir de uma determinada totalidade. Tanto Adorno quanto Dussel apontam para esta dimensão do pensamento de Marx como fundadora do seu caráter crítico: pensar desde a exterioridade, desde o não-idêntico. Exemplarmente isto será demonstrado na função que o trabalho vivo e produtividade viva tem para Marx.


Palavras-chave


Totalidade. Não-idêntico. Exterioridade. Teoria Crítica.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Dialética negativa.Tradução: Marcos Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

ADORNO, Theodor. Drei Studienzu Hegel. Frankfurt: Suhrkamp, 1963.

ADORNO, Theodor. Philosophische Teminologie zur Einleitung. Band 1. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1973.

ADORNO, Theodor. Philosophische Teminologie zur Einleitung. Band 2. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1974.

ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento:fragmentos filosóficos.Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

DUSSEL, Enrique. Hacia un Marx desconocido. Un comentário delos Manuscritos del 61-63. México: Siglo Veinteuno Editores, 1988.

DUSSEL, Enrique. El último Marx (1863-1882) y laliberación latino-americana.México: Siglo Veinteuno Editores, 1990.

HEGEL, G. W. F. Linhas fundamentais da filosofia do direito ou direito natural e ciência do Estado contemporâneo.Tradução: Paulo Meneses et alii. São Leopoldo, RS: Ed. Unisinos, 2010.

HORKHEIMER. Teoria tradicional e teoria crítica. São Paulo: Brasil, 1975.

FLICKINGER, Hans-Georg. O potencial crítico da filosofia do direito. In: Revista Veritas, Porto Alegre, v. 49, n. 1, março,2004, pp. 31-47.

MARX, Karl. Crítica da filosofia do direito de Hegel. São Paulo: Boitempo, 2005.

MARX, Karl. A questão judaica. In: Manuscritos econômico-filosóficos.Lisboa: Edições 70, 1964.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. Lisboa: Edições 70, 1964.

MARX, Karl. O capital:crítica da economia política. v. 1, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

NOBRE, Marcos(Org.) Curso livre de teoria crítica. Campinas, SP: Papirus, 2008.

MAAR, Wolfgang Leo.Materialismo e primado do objeto em Adorno.In: RevistaTrans/Form/Ação, vol. 29, n. 2, pp. 133-154, 2006.

SCHÜTZ, R.Sensibilidade emancipatória: Schelling, Feuerbach e Marx à contrapelo da tradição. In: Prof. Dr. Eduardo Chagas; Deyve Redyson; Márcio de Paula. (Org.). Homem e Natureza em Ludwig Feuerbach. Fortaleza: Edições UFC, 2009, p. 171-212.

SCHÜTZ, R.Refúgio de liberdade: sobre a concepção de filosofia em Theodor Adorno. In:Revista Veritas. Porto Alegre, v. 57, p. 32-52, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.30611/2018n12id33221

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2317-2010

Indexadores:


Portal de Periódicos da UFC

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER

Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Cientificas de America Latina, Caribe, España y Portugal - LATINDEX

CNEN Revista de Livre Acesso - LivRe

Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - CLASE

Elektronische Zeitschriftenbibliothek - EZ3

Information Matrix for the Analysis of Journals - MIAR

European Reference Index for the Humanities and Social Sciences - ERIHPLUS

Academic Resource Index – Research Bible

Sumários de Revistas Brasileiras – Sumários.org

Academic Keys Humanities - Professional and Technical Journals

OAJI.net – Open Academic Journals Index

Beluga

WorldCat OCLC

SIS – Scientific Indexing Services

InfoBase Index

Portal de Periódicos CAPES

Biblat - Bibliografía Latinoamericana

Diadorim