PARA ALÉM DO IDEALISMO E DO MATERIALISMO: O CONCEITO HEGELIANO DE DIALÉTICA E A CRÍTICA DE MARX ÀS ‘MISTIFICAÇÕES’ HEGELIANAS

  • Andreas Arndt
Palavras-chave: Hegel, Marx, Dialética, Idealismo, Materialismo

Resumo

A contribuição lança um olhar crítico sobre a crítica de Marx à concepção hegeliana de dialética. A interrogação fundamental do artigo é se Marx logrou desenvolver um conceito alternativo de dialética materialista frente à dialética idealista de Hegel. Uma ampla tradição dos estudos marxistas defendeu a possibilidade de extrair d‟O Capital uma dialética materialista. O problema de fundo é a discussão do status da lógica frente à filosofia real. O artigo rejeita essa possibilidade na medida em que discute criticamente o status da lógica frente à filosofia real, chegando com isso ao resultado que a aplicação de figuras da dialética hegeliana está situada no contexto da filosofia real e não serve para a fundamentação de uma dialética materialista alternativa que corresponda ao status da lógica hegeliana. O uso de figuras da dialética hegeliana por Marx não vai além do próprio uso que Hegel faz dessas figuras no desenvolvimento de sua própria filosofia real.

Publicado
2020-10-25
Seção
Dossiê Conexão Hegel-Marx: Novas Leituras