MARX E HEGEL: RUPTURA E CONTINUIDADE NO MÉTODO DIALÉTICO

  • Roberto Robaina
Palavras-chave: Ser, Mercadoria, Método, Hegel, Marx

Resumo

Este artigo trata da relação entre Marx e Hegel. Aborda qual a essência da ruptura entre os autores e qual o eixo em torno do qual se pode definir a existência de continuidade. O tema central é a dialética e o método. Recorre ao testemunho de Marx acerca da sua diferença filosófica com Hegel. Parte da reivindicação do materialismo como corrente oposta ao idealismo, do qual Hegel era o principal expoente. A partir daí nos concentramos na discussão sobre a obra principal de Marx, O Capital, e buscamos mostrar a relação entre a escolha de Marx acerca de como começar sua exposição e o método de Hegel. Nosso eixo foi a categoria inicial de Marx, a mercadoria, e estabelecemos a analogia entre as determinações da mercadoria e as categorias iniciais do primeiro livro da Ciência da Lógica, a Doutrina do Ser, afirmando a importância das contradições iniciais para a compreensão do desenvolvimento do movimento do capital.

Referências

CAMPOS, Lauro. A Crise Completa. São Paulo: Boitempo, 2001.
CHÄTELET, François. O Pensamento de Hegel. Lisboa: Editorial Presença, 1968.
FEURBACH, Ludwig. La Filosofia Del Futuro. Buenos Aires: Ediciones Calden, 1969.
HEGEL, G. W. F. Correspondance. Paris: Gallimard, 1963.
________. Ciencia de la Lógica. Buenos Aires: Ediciones Solar y Libreria Hachette, 1968.
________. Enciclopédia das Ciências Filosóficas em Epítome. Lisboa, Edições 70, 1969, v. I.
________. Introdução à História da Filosofia. São Paulo: Hemus, 1976.
HEGEL, G. W. F. Propedêutica Filosófica. Lisboa: Edições 70, 1989.
________. “A Filosofia do Espírito”. Enciclopédia das Ciências Filosóficas. São Paulo: Loyola, 1995.
________. Fenomenologia do Espírito. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.
JAPPE, Anselm. As Aventuras da Mercadoria: Para uma nova crítica do valor. Portugal: Antígona, 2006.
KORSCH, Karl. Teoría Marxista y Acción Política. México: PYP, 1979.
KOSIK, Karel. Dialética do Concreto. São Paulo: Paz e Terra, 2011
LÉNINE, V. I. Obras Escolhidas. Lisboa: Edições Avante, 1989. Tomo VI.
MARX, Karl. Grundrisse. Buenos Aires: Siglo XXI, 1972.
________. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011.
________. O Capital. São Paulo: Bertrand Brasil/DIFEL, 1987, Livro I.
MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Correspondência Marx e Engels. Buenos Aires: Editorial Cartago, 1987.
________. Cartas Filosóficas e o Manifesto Comunista de 1848. Carta a Paul V. Annenkov. São Paulo: Moraes, 1987.
________; ENGELS, Friedrich. A Sagrada Família. Rio de Janeiro: Presença, 1974.
________; ENGELS, Friedrich. O Manifesto Comunista 150 Anos Depois. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.
MULLER, Marcos. Exposição e Método Dialético em “O Capital” Boletim Seaf, número 2, Belo Horizonte, 1982.
MORENO, Nahuel. Lógica Marxista e Ciências Modernas. São Paulo: Sundermann, 2007.
ROBAINA, Roberto. Marx e o núcleo racional da dialética de Hegel. São Paulo: AlfaÔmega, 2013.
Publicado
2020-10-25
Seção
Dossiê Conexão Hegel-Marx: Novas Leituras