RODAS DE CONVERSA: CUIDADO A PUÉRPERAS COM RECÉM-NASCIDOS HOSPITALIZADOS

Palavras-chave: Período Pós-Parto. Educação em Saúde. Autocuidado. Saúde Materna.

Resumo

O puerpério é um período que suscita cuidados, pois a mulher encontra-se fragilizada física e emocionalmente. Tal situação ganha contornos especiais quando o puerpério se desenvolve dentro do ambiente hospitalar, devido à hospitalização do recém-nascido, pois causa a quebra de um ciclo esperado pela mãe e demais familiares. Nesse sentido, o presente artigo tem por objetivo relatar a experiência nas rodas de conversa com as puérperas que estão com seus filhos hospitalizados, desenvolvidas pelo projeto de extensão “Prevenção e Promoção da Saúde em grupos de Gestantes e Puérperas”, como forma de auxiliar a mulher, na promoção da saúde e do vínculo com o bebê, aproximação com o ambiente hospitalar e atenção específica no período puerperal. As rodas de conversa, de caráter multidisciplinar, ocorreram no período de maio a dezembro de 2018, nas dependências de um hospital. Realizaram-se registros, tipo diário de campo, para posterior análise. Os assuntos foram agrupados conforme relevância dos achados: Autocuidado e Cuidado de si; Puerpério: modificações corporais; Amamentação; Redes de apoio e os direitos das puérperas e dos recém-nascidos; Ansiedades e medos relacionados ao puerpério e hospitalização do recém-nascido. As rodas de conversa oportunizaram a troca de experiências entre as mulheres e os profissionais, assim contribuindo para minimizar angústias e elucidar questões relativas ao período puerperal e cuidados do recém-nascido. Além disso, o caráter multidisciplinar confere um espaço de comunicação entre diversas áreas e seus saberes, refletindo no âmbito acadêmico em oportunidade para exercitar a integralidade do cuidado.

O puerpério é um período que suscita cuidados, pois a mulher encontra-se fragilizada física e emocionalmente. Tal situação ganha contornos especiais quando o puerpério se desenvolve dentro do ambiente hospitalar, devido à hospitalização do recém-nascido, pois causa a quebra de um ciclo esperado pela mãe e demais familiares. Nesse sentido, o presente artigo tem por objetivo relatar a experiência nas rodas de conversa com as puérperas que estão com seus filhos hospitalizados, desenvolvidas pelo projeto de extensão “Prevenção e Promoção da Saúde em grupos de Gestantes e Puérperas”, como forma de auxiliar a mulher, na promoção da saúde e do vínculo com o bebê, aproximação com o ambiente hospitalar e atenção específica no período puerperal. As rodas de conversa, de caráter multidisciplinar, ocorreram no período de maio a dezembro de 2018, nas dependências de um hospital. Realizaram-se registros, tipo diário de campo, para posterior análise. Os assuntos foram agrupados conforme relevância dos achados: Autocuidado e Cuidado de si; Puerpério: modificações corporais; Amamentação; Redes de apoio e os direitos das puérperas e dos recém-nascidos; Ansiedades e medos relacionados ao puerpério e hospitalização do recém-nascido. As rodas de conversa oportunizaram a troca de experiências entre as mulheres e os profissionais, assim contribuindo para minimizar angústias e elucidar questões relativas ao período puerperal e cuidados do recém-nascido. Além disso, o caráter multidisciplinar confere um espaço de comunicação entre diversas áreas e seus saberes, refletindo no âmbito acadêmico em oportunidade para exercitar a integralidade do cuidado.

Publicado
2021-03-12