Análise morfológica, descrição e identificação de vértebras de serpentes (Squamata, Diapsida), da Gruta do Urso Fóssil (Holoceno), Parque Nacional de Ubajara, Ceará

Antônia Dayanne Abreu de Sousa, Maria Somália Sales Viana, Paulo Victor de Oliveira, Gina Cardoso de Oliveira, João Victor Paula Moreira

Resumo


Este trabalho apresenta a análise morfológica, descrição e identificação de vértebras de serpentes provenientes da gruta do Urso Fóssil (GUF), no Parque Nacional de Ubajara (PNU), noroeste do Estado do Ceará. O PNU abriga o complexo espélico mais expressivo do estado e, dentre as cavernas presentes na área, a GUF se destaca pelo seu potencial paleontológico. Os espécimes oriundos desse depósito fossilífero foram preparados e depositados no acervo do Museu Dom José, em Sobral – CE. A identificação das estruturas morfoanatômicas das vértebras mais completas apontou para a ocorrência dos seguintes táxons: Crotalus durissus, Corallus hortulanus, e Epicrates sp., sendo este o primeiro registro fóssil de C. hortulanus para o PNU, enquanto o material mais fragmentado mostrou-se pertencer a Viperidae, Boidae, e Colubridae. Os dados apresentados vêm contribuir para um melhor conhecimento sobre a morfologia vertebral de serpentes quaternárias do Estado do Ceará, além de acrescentar informações para as interpretações paleoecológicas sobre a região de Ubajara durante o início do Holoceno.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.