Contribuições da psicologia para a análise de desapropriações de comunidades dos espaços urbano e rural cearenses

Resumo

O presente trabalho discute as contribuições da Psicologia para a análise de desapropriações de comunidades pobres no espaço urbano de Fortaleza e no espaço rural do interior do estado do Ceará, compreendendo essas ações como marcas de processos de segregação socioespacial. Trata-se de um estudo teórico, ancorado teórico-metodologicamente nas psicologias social e ambiental. Para o aprofundamento das discussões, foram apresentados resultados de pesquisas desenvolvidas no Laboratório de Pesquisa em Psicologia Ambiental (Locus) da Universidade Federal do Ceará. Dentre as contribuições, demarca-se a posição ético-política da psicologia frente às desigualdades sociais, nesse trabalho caracterizada pelas ações de segregação. Concluiu-se a necessidade analisar os processos de desapropriações para além de seus aspectos físicos e jurídicos, compreendendo as comunidades e a construção do espaço urbano e rural a partir de teias simbólicas, socioafetivas, históricas e políticas que engendram as ações humanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Pinheiro Pacheco, Universidade Federal do Ceará

Psicólogo, mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), doutorando em Psicologia (UFC). Professor substituto do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará.

Cícera Mônica da Silva Sousa Martins, Universidade Federal do

Possui graduação em Psicologia pela Faculdade Leão Sampaio (2014) e especialização em Políticas Públicas em Saúde Coletiva pela Universidade Regional do Cariri (2016). Atualmente é mestranda em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará, bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Está vinculada a dois núcleos de pesquisa: o Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (LIEGS) e o Laboratório de Psicologia Ambiental (LOCUS-UFC). Sua área de atuação é relacionada à Psicologia Social, Psicologia Comunitária, Psicologia Ambiental, Gestão Social e Desenvolvimento Territorial.

Zulmira Áurea Cruz Bomfim, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (1985), mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (1990) e doutorado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Pesquisadora pela Universidade de Barcelona em Espaço Publico e Regeneração Urbana (2001) e Pós-doutorado na Universidade da Coruña-Espanha (2011).Professora Titular do Programa de Pós Graduação de Psicologia da Universidade Federal do Ceará, desenvolvendo Pesquisas na linha de Vulnerabilidade social e processos psicossociais. Atua nas áreas de Psicologia, com ênfase em Psicologia Ambiental e Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: Cidade, afetividade, mapas afetivos; comportamentos pró-ambientais, vulnerabilidade sócio-ambiental e juventude. Coordena o Laboratório de Pesquisa em Psicologia Ambiental- LOCUS-UFC e é líder do grupo de pesquisa em psicologia ambiental do Cnpq

Publicado
2020-07-01
Como Citar
Pinheiro Pacheco, F., da Silva Sousa Martins, C. M., & Cruz Bomfim, Z. Áurea. (2020). Contribuições da psicologia para a análise de desapropriações de comunidades dos espaços urbano e rural cearenses. Revista De Psicologia, 11(2), 132 - 140. https://doi.org/10.36517/10.36517/revpsiufc.11.2.2020.14